“You are what you eat” (você é o que você come) pode ganhar uma nova perspectiva se depender das mentes criativas da Microsoft Research. A frase acaba de receber uma rima bastante inteligente: “You are what you tweet” (você é o que você twitta), diz a engenheira Asta Roseway, inventora do projeto “The Printing Dress”. Premiado em duas categorias na ISWC 2011 Design Exhibition, o vestido twittante é revolucionário em vários pontos.
Com o vestido conectado à sua conta no Twitter, tudo o que você escrever na sua timeline será imediatamente publicado no seu vestido. A mistura dos seus pensamentos, opiniões e piadas se tornam parte material do que você é. É a partir deste ponto que Asta pretende discutir a autocensura e outros comportamentos a partir da pergunta “o que você faria se todo mundo pudesse ver o que você pensa?”.
Todo em preto e branco, o “The Printing Dress” tem teclas de máquina de escrever presos à cintura. Entretanto, para que os seus tweets apareçam na roupa é necessário usar um projetor e um notebook. Por isso, o vestido não é tão prático. Ainda assim, com o desenvolvimento de novas tecnologias talvez seja possível incorporar ao tecido algo semelhante às telas e-ink, dos leitores de livros digitais como o Kindle.
Já pensou em ter uma roupa nova a cada nova atualização? Aguardemos.

(Fonte da imagem: Asta Roseway/Microsoft Research Labs)

... “You are what you eat” (você é o que você come) pode ganhar uma nova perspectiva se depender das mentes criativas da Microsoft Research. A frase acaba de receber uma rima bastante inteligente: “You are what you tweet” (você é o que você twitta), diz a engenheira Asta Roseway, inventora do projeto “The Printing Dress”. Premiado em duas categorias na ISWC 2011 Design Exhibition, o vestido twittante é revolucionário em vários pontos.

Com o vestido conectado à sua conta no Twitter, tudo o que você escrever na sua timeline será imediatamente publicado no seu vestido. A mistura dos seus pensamentos, opiniões e piadas se tornam parte material do que você é. É a partir deste ponto que Asta pretende discutir a autocensura e outros comportamentos a partir da pergunta “o que você faria se todo mundo pudesse ver o que você pensa?”.

(Fonte da imagem: Asta Roseway/Microsoft Research Labs)

Todo em preto e branco, o “The Printing Dress” tem teclas de máquina de escrever presos à cintura. Entretanto, para que os seus tweets apareçam na roupa é necessário usar um projetor e um notebook. Por isso, o vestido não é tão prático. Ainda assim, com o desenvolvimento de novas tecnologias talvez seja possível incorporar ao tecido algo semelhante às telas e-ink (tinta eletrônica), dos leitores de livros digitais como o Kindle.

Já pensou em ter uma roupa nova a cada nova atualização? Aguardemos.

Via TodaEla

Cupons de desconto TecMundo: