Em parceria com a Steelcase, a Microsoft desenvolveu um novo conceito para seus “Creative Spaces”, ou Espaços Criativos. A intenção da empresa é mostrar como o uso de tecnologias inteligentes pode criar ambientes mais participativos e criativos — algo que, em sua visão, pode resultar em grandes aumentos de produtividade.

Obviamente, os espaços imaginados pelas companhias são bastante dependentes de produtos como o Windows 10, o Office 365 e, mais importante, a linha de computadores Surface. O projeto envolve o lançamento de cinco categorias de espaços: Ideation Hub, Respite Room, Focus Studio, Makers Common e Duo Studio.

  • Ideation Studio: um espaço de trabalho de alta tecnologia que encoraja a participação ativa e dá oportunidades iguais para as pessoas contribuírem, cocriarem conteúdos e divulgar ideias;
  • Respite Room: uma sala que permite que pessoas pensem de forma individual e relaxem em um espaço próprio;
  • Focus Studio: um espaço criativo individual que permite se focar em uma atividade e criar um fluxo de trabalho. É um espaço para incubar ideias e para trabalhar com colaboradores antes de apresentá-las a um grupo;
  • Makers Commons: local para socializar ideias e fazer protótipos rápidos, proporcionando conversas rápidas, experimentos e concentração;
  • Duo Studio: espaço no qual duas pessoas podem trabalhar lado a lado, mas que também dá suporte a trabalhos individuais. Ele inclui um lounge no qual é possível fazer a análise criativa de projetos.

Os novos Espaços Criativos da Microsoft vão ser oferecidos exclusivamente através da Steelcase, que vai exibir as ideias em 10 Centros WorfLife espalhados pelo mundo. Entre as cidades que devem contar com apresentações dos espaços conceituais estão Nova York, Londres, São Francisco, Chicago, Los Angeles e Munique.

Cupons de desconto TecMundo: