Em conferência anual que contou com a presença de muitos fãs do Windows Phone, o CEO Satya Nadella ficou numa saia justa ao ser questionado, por acionistas e simpatizantes, sobre sua visão do mercado mobile, do qual a Microsoft deve se distanciar em breve. Talvez nem a própria empresa imaginasse a quantidade de fãs que estariam na ocasião.

De acordo com o GeekWire, um admirador da plataforma teria afirmado que usa seu dispositivo “18 horas por dia” e teria perguntando a Nadella o seguinte: “Você pode me acalmar...e dizer qual é sua visão para o mobile?”, após ouvir que a empresa possivelmente vai se afastar do mobile. A resposta de Nadella foi enfática e buscou focar em “trazer algo novo” ao mercado.

“Pensamos em mobilidade de maneira abrangente. Em outras palavras, acreditamos que a mobilidade do ser humano existe em todos os dispositivos, não apenas num único. Dito isso, não estamos nos afastando de nosso foco em aparelhos móveis. O que vamos fazer é focar esse esforço em lugares nos quais temos diferenciais. Se você pegar o Windows Phone, somos diferenciados em gerenciamento. Segurança, capacidade de continuidade – isto é, a habilidade de ter um celular que pode agir como um PC”, respondeu o executivo máximo da companhia.

O foco em mobile deve continuar com interações diferentes – principalmente em software. “Vamos continuar olhando diferentes formas e funções que podemos trazer a dispositivos mobile enquanto damos suporte aos nossos softwares ao longo de uma variedade de dispositivos. Então essa é a abordagem que você vai ver a gente tomar. Não estamos nos afastando de dar suporte a nossos usuários de Windows Phone. Mas, ao mesmo tempo, reconhecemos que há outras plataformas móveis que têm mais impacto, e queremos nos certificar de que nosso software está disponível a elas”, concluiu.

Bem, parece que os usuários de Windows Phone não estão completamente abandonados. O que você pensa sobre o assunto? Compartilhe suas reflexões conosco na seção destinada aos comentários, logo adiante.

Cupons de desconto TecMundo: