A Microsoft sabe que, apesar de estarmos cada vez mais dependentes dos eletrônicos e das plataformas digitais, não deixamos de lado o papel e a caneta — seja para fazer notas, desenhos ou até serviços profissionais. Por isso, o executivo Bryan Roper apresentou durante a conferência de abertura da Build 2016 uma nova plataforma que une tecnologia com técnicas tradicionais e pode aposentar de vez os objetos físicos: a tecnologia Microsoft Ink e o chamado Ink Workspace.

A ideia do Workspace é ser uma espécie de loja integradora para tecnologias e apps que utilizem escrita e desenho como parte do cotidiano — ou se beneficiem disso. A Microsoft acredita que qualquer pessoa que use uma Stylus pode ser o público-alvo, não só os designers ou ilustradores. Por isso, itens como Maps, Office e da Adobe receberão integração completa.

Todos ganham

Entre as novidades, o app nativo Notes vai reconhecer lugares e horários automaticamente para que você crie recados e alarmes com cada vez menos o uso de letras digitadas no teclado. No caso dos mapas do Windows, você pode marcas dois pontos com a caneta e aguardar que o programa calcule rotas e distância. No caso de imagens em 3D, o funcionamento é ainda mais incrível.

Os ilustradores se beneficiam da precisão do Microsoft Ink em conjunto com softwares já especializados, como o Adobe Illustrator CC.

As possibilidades para profissionais são infinitas.

Roper fez um desenho bizarro usando alguns dos novos recursos do Ink para rascunhos e desenos e enviou na hora para seu perfil no Twitter. Até mesmo uma régua digital pode ser usada para deixar as suas linhas perfeitas — sim, aquelas retas aparentemente simples que você levava um tempo para conseguir desenhar ou fazia torto na escola.

O Office de papel

O editor de conteúdo Microsoft Office é uma das plataformas beneficiadas pelas experiências do Microsoft Ink. Com toques na tela que são muito comuns em papel, você realiza ações no programa digital e modifica seus textos com rapidez e dinamismo.

O Office vira uma espécie de papel virtual — agora para valer.

Basta riscar um parágrafo para eliminá-lo ou trocar para o marca-texto e selecionar uma linha — mesmo que de forma bem torta, como na vida real — para destacá-la.

Você ainda usa papel e caneta ou migrou até isso para o digital? Comente no Fórum do TecMundo