(Fonte da imagem: Reprodução/Microsoft)

Durante o evento de lançamento do Windows 8, que aconteceu hoje (25), em São Paulo, não faltaram perguntas sobre o Microsoft Surface, tablet equipado com a versão mobile do novo sistema operacional da Gigante de Redmond, o Windows RT.

Porém, além do tablet não ter sido sequer mencionado durante a apresentação do Windows 8, o diretor geral de marketing da empresa, Chris Capossela, também alegou não ter detalhes sobre a possibilidade de comercialização do gadget no Brasil. O executivo também disse que seria ótimo trazer o produto para o Brasil e a empresa se comprometeu a dar notícias caso tenha alguma novidade sobre o assunto.

Mesmo assim, o mercado brasileiro receberá uma verdadeira invasão de novos produtos a partir das próximas semanas: no total, serão cerca de 60 novos computadores equipados com o novo SO da Microsoft, sendo que alguns deles usarão o Windows RT.

Plataforma móvel com mais vantagens

Quando questionados sobre a inserção da Microsoft no mercado de dispositivos móveis — atualmente dominados por aparelhos com iOS e Android, a Microsoft se diz otimista e confiante nos diferenciais que a tornam exclusiva.

Cerca de 60 computadores com Windows 8 chegarão ao mercado brasileiro (Fonte da imagem: Reprodução/Tecmundo)

Para começar, há uma integração e uniformidade do sistema que não existe em qualquer concorrente: o Windows possui a mesma interface, tanto em computadores quanto em smartphones e tablets. Além disso, os porta-vozes declararam que, mesmo antes do lançamento, a Windows Store já conta com mais apps do que as lojas concorrentes.

Mais lucro para o desenvolvedor

Uma das características que tornará a Windows Store bastante popular, de acordo com Chris Capossela e a gerente geral do Windows no Brasil, Priscyla Alves, é o fato de que a Microsoft pratica uma margem de lucro muito maior para o desenvolvedor, se comparado com Google Play e App Store.

(Fonte da imagem: Reprodução/AFP)

Segundo a empresa, os desenvolvedores iniciarão suas vendas ganhando 70% da receita, tendo chances de subir a arrecadação para até 80% da venda total. Além disso, Capossela afirmou que os programadores acharão mais fácil desenvolver para Windows 8 e RT do que para OS X e iOS, por exemplo, já que a portabilidade de softwares para os sistemas desktop e mobile pode ser feita com pouco esforço.

Políticas de segurança e transparência

Como se não bastasse, Capossela também contou que a empresa estudou muito o modelo de funcionamento das outras lojas de aplicativos e, com isso, implementou melhores meios de garantir softwares mais estáveis e processos mais transparentes.

Aplicativos brasileiros já estão na Windows Store (Fonte da imagem: Reprodução/Tecmundo)

A empresa fornecerá ferramentas que realizarão testes automáticos e alertarão o desenvolvedor sobre os erros mais comuns, garantindo que os apps disponibilizados pela loja serão mais confiáveis para o consumidor final, tendo passado por diversas “provas de fogo” antes de chegarem à Windows Store.

Além disso, os processos de aprovação dos aplicativos terão uma transparência maior, com detalhamento amplo das razões pelas quais um aplicativo pode ter sido rejeitado. Segundo Capossela, medidas como essa tornarão a loja do Windows 8 muito melhor do que as demais.

Cupons de desconto TecMundo: