Enquanto a Amazon recentemente anunciou os seus novos Kindles e rumores apontam a chegada em breve de um iPad Mini por parte da Apple, Steve Ballmer chamou a atenção dos holofotes para o seu Microsoft Surface.

Enquanto o aparelho já havia sido descrito pelo executivo como um gadget que irá preparar o mercado para o lançamento do Windows 8, o próximo sistema operacional da companhia, dessa vez, em entrevista ao jornal The Seattle Times, o executivo afirmou que o aparelho será bastante competitivo por conta de todos os seus recursos.

De acordo com Ballmer, o Surface deverá custar cerca de US$ 500 (R$ 1.000), com uma faixa de preço entre os US$ 300 (R$ 600) e US$ 800 (R$ 1.600). Enquanto essa faixa é bem grande, Ballmer explica que não está interessado em vencer ninguém pelo preço.

“A maior parte da população não diria que o iPad é caro demais. Quando outros fabricantes oferecem um aparelho mais barato, esse aparelho faz menos. Eles são mais baratos porque tem menor qualidade”, explicou o executivo. Desse modo, cai por terra o rumor de que o tablet custaria apenas US$ 199 (R$ 400). Enquanto a Microsoft quer entrar na briga dos tablets,  a companhia não tentará vencer a disputa pelo preço.

Produtos e serviços

Na mesma entrevista, quanto questionado sobre o futuro da companhia, Ballmer afirmou que a Microsoft pode se tornar um pouco diferente no futuro. Segundo o executivo, a companhia continuará focando em software. No entanto, a companhia deve seguir um caminho mais “produtos e serviços” – significando que a Xbox LIVE e o Surface podem ser apenas o começo de um novo caminho.

Fonte: The Seattle Times

Cupons de desconto TecMundo: