O Microsoft Edge é novo — ok, não é tão novo assim — navegador da Microsoft. Exclusivo e integrado com o Windows 10, ele tem recursos bem interessantes e a cada novo update do Windows 10 ele recebe novos recursos. Apesar disso, ele ainda não caiu nas “graças” do público, devido ao “trauma” da utilização do Internet Explorer.

Como medidas para combater isso, a Microsoft vem trabalhando na otimização e integração do navegador ao sistema. Um dos grandes destaques disso está no aumento da eficiência energética ao utilizar ele. E a Microsoft está fazendo questão de compartilhar esse fato pela central de notificações.

Pois é, a desenvolvedora começou a adotar uma politica um pouco "agressiva", enviando via central de notificações do Windows mensagens enaltecendo o seu novo navegador. Quem estiver usando o Chrome em um notebook, por exemplo, pode receber alertas de que o software está drenando a bateria e ainda ter a sugestão: “Mude para o Microsoft Edge”.

Em si isso não é uma novidade, a Google também faz isso, quando você entrar em um site deles utilizando um outro navegador, a grande polemica do tema, acaba por ser a velha a acusação de monopólio da gigante de Redmond, que estaria fechando sua plataforma e "obrigando" a utilização de suas aplicações.

Você acha que essa prática é interessante?

********

Este texto faz parte do programa TecMundo Experts, pelo qual leitores com alguma especialidade em tecnologia podem encaminhar seus conteúdos para o TecMundo. As matérias publicadas aqui são enviadas de modo voluntário e sem vínculo empregatício.

Cupons de desconto TecMundo: