Um dos grandes problemas enfrentados por desenvolvedores de componentes eletrônicos é encontrar um jeito de conciliar alto desempenho com baixo consumo de energia. No que depender da fabricante estadunidense SuVolta, esse “casamento perfeito” está apenas a alguns passos de distância.

Ontem (07), a SuVolta e a Fujitsu, parceiras no projeto, divulgaram mais especificações sobre a tecnologia PowerShrink, que promete manter a mesma velocidade de um chip, mas consumir metade da energia que os componentes consomem atualmente. Isso é possível porque o dispositivo usaria metade de um volt para conduzir informações pelos circuitos do processador.

Para chegar a essa solução, a SuVolta adicionou dopantes (elementos que modificam as propriedades de uma substância) em algumas partes dos transistores de um chip. Isso ocasionou uma demanda de energia mais consistente para cada transistor individualmente, resultando em melhor aproveitamento energético da peça como um todo.

Conforme apurou o jornal The Wall Street Journal, a tecnologia deve figurar tanto em dispositivos da Fujitsu quanto de outras fabricantes já na segunda metade de 2012. A PowerShrink será apresentada oficialmente durante evento International Electron Devices Meeting (IEDM), que ocorre em Washington, EUA, desde o último dia 5.

Cupons de desconto TecMundo: