Enquanto a situação das linhas de metrô em São Paulo parece ter estagnado por tempo indeterminado, Londres continua trabalhando no seu novo sistema, o Crossrail. Com todos os seus túneis já devidamente escavados e preparados, agora a equipe responsável começou a usar uma verdadeira frota de máquinas customizadas para criar toda a infraestrutura necessária para a circulação dos trens – e divulgou algumas fotos do processo.

Os quatro aparelhos gigantescos serão responsáveis pela instalação do sistema de ventilação dos túneis, passagem de cabos de alta voltagem, estrutura de força de tração, itens de sinalização, equipamentos de comunicação e catenárias. O trabalho mais importante das máquinas customizadas, no entanto, será a implantação dos cinco tipos diferentes de trilhos usados no Crossrail.

Enquanto isso, as equipes da obra também trabalharão nos acabamentos das estações, de forma que elas estejam corretamente preparadas para receber os passageiros. O primeiro trem com público está previsto para estrear a novidade em algum momento de 2017, mas a linha como um todo só deve entrar em funcionamento em 2019. A esperança dos londrinos é que o Crossrail alivie seu sistema superlotado de metrôs.

O que você achou das máquinas customizadas que estão trabalhando no novo metrô de Londres? Comente no Fórum do TecMundo