Durante a década de 90, tempestade alagou estações de metrô de NY (Fonte da imagem: World Weather Post)

A chegada do furacão Sandy aos Estados Unidos tem preocupado muito a população. Agora, para piorar um pouco mais a situação, algumas pessoas acreditam que os túneis e estações de metrô de Nova York podem ficar completamente inundados se a tempestade for forte demais. Por isso, o metrô teve seu funcionamento interrompido desde a tarde de ontem (28) e só voltará a correr na terça, quando os efeitos mais fortes do furacão já devem ter passado pela cidade.

Em entrevista para o The Wall Street Journal, o presidente da Autoridade de Transporte Metropolitano (MTA) do Estado de Nova York, Joseph Lhota, disse que hoje (29) e amanhã (30) serão dias difíceis, mas que o serviço deverá voltar na quarta-feira (31).

Apesar da aparente tranquilidade de Lhota, diversas fotos publicadas recentemente na internet mostram pontos alagados da cidade, o que pode ser um indício de que a situação vá piorar ainda mais. Em 2006, o então chefe da equipe de hidráulica da MTA, Peter Velasquez Jr., declarou em uma entrevista para o The Cleveland Leader que o metrô de NY é bastante vulnerável a inundações.

Bombas de um século atrás

Segundo o jornal, o sistema de transporte possui “apenas” 700 bombas-d’água que deixam tanto túneis quanto estações bem secos, sendo que algumas dessas bombas possuem mais de um século de idade. Essas bombas funcionam mesmo quando o dia está ensolarado e, nessas ocasiões, removem quase 50 milhões de litros de agua. Quando chove, a companhia toda entra em pânico com o excesso de trabalho e stress que isso gera.

Foto do Brooklin tirada poucas horas atrás (Fonte da imagem: Nick Cope/Twitter)

Como se não bastasse, o sistema de drenagem do MTA pode remover cerca de 38 centímetros de água por hora, o que é muito pouco se comparado com a tempestade que o furacão Sandy pode estar trazendo.

Metrô de NY já foi inundado antes

Se tudo isso acontecer mesmo, reestabelecer o serviço do metrô pode dar muito trabalho. Em 1990, uma falha de segurança em uma das bombas fez com que estação da 125th Street com a Avenida Saint Nicholas ficasse totalmente inundada. Já em 2004, o metrô da cidade teve que ser desligado por causa do furação Franches, que provocou uma chuva de 2 centímetros de água por hora.

East River, em Nova York, está prestes a alcançar a rua (Fonte da imagem: Arturas Rosenbarcher/Twitter)

Depois disso, a situação voltou a se repetir em 2007, quando o metrô parou com uma uma chuva que atingiu a cidade, entregando 3 centímetros de água por hora. De acordo com a imprensa internacional, o furacão Sandy tem tomado proporções únicas e, desta vez, pode ser que o sistema de segurança do metrô de Nova York seja de fato colocado em xeque.

Fontes: The Wall Street Journal, The Cleveland Leader