Novos trens de metrô já estão circulando em Toronto, uma das maiores cidades do Canadá. Fabricados pela Bombardier, os carros contam com uma tecnologia antimicróbios e uma nova disposição de vagões, portas e barras, de forma a otimizar a circulação de pessoas e reduzir os problemas com lotação.

Todo o interior dos veículos é recoberto de uma superfície antimicrobiana que, segundo comunicado oficial da Bombardier, “cria um escudo invisível e ecológico”. Os fanáticos por higiene agradecem e, agora, não precisarão mais desinfetar bancos e barras.

A impressão é de estar em um grande túnel em movimento, uma vez que é possível ir do início ao fim do trem por meio de grandes passagens em seu interior. Os mastros centrais não existem mais e, agora, os passageiros devem utilizar apenas barras no teto para se segurar durante viagens em pé.

Para segurança, 24 câmeras estão instaladas em toda a extensão do trem, e o primeiro vagão conta com uma rampa retrátil que serve como saída de emergência. Todas as novidades, porém, têm um preço: a previsão é que as passagens de metrô em Toronto aumentem 60% neste ano.