O ano de 2014 não foi um dos melhores para o segmento de venda de hardwares no Brasil. Seguindo a tendência do início do ano, mais uma vez o mercado brasileiro de PCs está em queda. Esses dados veem da renomada consultoria de tecnologia, IDC.

De acordo com o levantamento, o terceiro trimestre de 2014 apresentou declínio em relação ao ano passado. Em geral, 62% das vendas foram de notebooks, totalizando 1,6 milhão de unidades (com queda de 23% em relação ao mesmo período do ano anterior), e 38% de desktops, com 974 mil (queda de 28%). O país está em seu terceiro ano consecutivo no declínio deste mercado e está atualmente na 7ª posição do ranking mundial de vendas de computadores.

Mas qual é o motivo disso?

As eleições foram um dos principais motivos para a queda neste terceiro trimestre, pois atingiram o mercado “não só pelas compras do setor público, mas também pelos investimentos das empresas de uma forma geral”, aponta Pedro Hagge, da IDC. Entretanto, este evento é ocasional e não é o único responsável.

“Antigamente, o PC era o único dispositivo que permitia a navegação na internet. Atualmente, o acesso está disponível em tablets e smartphones, que são produtos mais baratos”, ressalta o analista. Somando isso ao tempo de vida útil maior dos PCs e notebooks, temos um motivo forte para o número menor de vendas.

A previsão é de que no término do mês o mercado cresça um pouco por conta das promoções de fim de ano e datas festivas. Para 2015, o prognóstico não é dos melhores. Estima-se que as vendas aumentem 1% em relação a 2014, saindo do declínio contínuo.

Cupons de desconto TecMundo: