Apesar de em 2014 o mercado de PCs continuar em declínio, o segmento vai ter um desempenho melhor do que o antecipado anteriormente. Quem afirma isso é a IDC, que atribuiu o resultado ligeiramente menos negativo ao aumento nas vendas de Chromebooks e à atualização de alguns produtos após o fim do período de suporte oficial ao Windows XP.

Segundo o estudo, a distribuição de computadores vai sofrer uma redução de 3,7% — inicialmente, a previsão era de que o mercado fosse encolher em 6%. Mesmo com o resultado, a consultoria afirma que o futuro do segmento continua incerto, vista a queda registrada por ele nos últimos anos.

A previsão é de que, em 2014, sejam distribuídos 303,5 milhões de PCs ao redor do mundo — 133,5 milhões de desktops e 170 milhões de dispositivos portáteis. Embora isso represente uma ligeira melhora em relação a 2013 (ano no qual o mercado encolheu em 9,8%), a previsão é de que os resultados não sejam tão positivos em anos futuros —  em parte, devido ao fato de que o ciclo de renovação do Windows XP não deve durar muito tempo.

Entre os fatores que podem ajudar o segmento de PCs está o lançamento do Windows 9 e a desaceleração na venda de tablets. No entanto, isso não deve ser suficiente para resultar em um crescimento de vendas — segundo a IDC, a previsão é que, em 2018, sejam distribuídos somente 291,1 milhões de máquinas ao redor do mundo.

Cupons de desconto TecMundo: