Ilegalidade no mercado de componentes de informática cai em 2012

1 min de leitura
Imagem de: Ilegalidade no mercado de componentes de informática cai em 2012
Avatar do autor

(Fonte da imagem: iStock)

Ano a ano, o mercado brasileiro de TI e Informática vem tendo cada vez mais motivos para comemorar. Não bastassem o bom momento econômico e o surgimento de novas tecnologias, a ilegalidade de produtos no setor tem regredido gradativamente.

Isso é o que revela a 3ª Pesquisa Inédita Setorial e Salarial dos Distribuidores de TI e o 2º Censo de Revendas da Associação Brasileira dos Distribuidores de Tecnologia da Informação (ABRADISTI), a qual apontou que o mercado ilegal de componentes diminuiu muito no Brasil em 2012, com HDs, discos ópticos e motherboard (placas-mãe) com representatividade de apenas 2%, e memória DRAM com participação de 7%. No último ano, esses números podiam chegar à casa dos 12%.

No entanto, outros produtos como consoles de games, smartphones, câmera digital, pendrive, receptor de TV digital, GPS etc., ainda apresentam consideráveis índices de ilegalidade.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Ilegalidade no mercado de componentes de informática cai em 2012