Blu-Ray sobrevive graças a colecionadores de filmes

1 min de leitura
Imagem de: Blu-Ray sobrevive graças a colecionadores de filmes
Imagem: Pixabay/Brett Hondow/Reprodução
Avatar do autor

A chegada das plataformas de streaming, como Netflix e Amazon, parecia anunciar o fim dos formatos físicos de filmes. No entanto, formatos como DVD e especialmente Blu-Ray continuam resistindo no mercado graças a colecionadores de filmes.

Nos Estados Unidos, as vendas de DVD chegaram a alcançar a marca de US$ 16,3 bilhões em 2005, quando representaram 64% do mercado de vídeo doméstico do país. Em 2018, esse número despencou para US$ 2,2 bilhões e a fatia do mercado caiu para 10%.

Os discos Blu-Ray foram lançados em 2006 com preços mais caros que os DVDs. Em 2013, alcançaram seu pico no mercado dos EUA, com US$ 2,37 bilhões de faturamento. Com a chegada das plataformas de streamming, a queda nas vendas desse tipo de formato físico de filmes foi mais suave, registrando US$ 1,8 bilhão em 2018.

Fôlego do mercado Blu-Ray

blu-ray dvd mídia físicaSe depender de colecionadores, o mercado de mídia física continuará ativo por muito mais tempo.Fonte:  Tecmundo/BUMIPUTRA/Reprodução 

As plataformas de streamming possuem contratos com tempo limitado de exibição das obras audiovisuais. Com isso, rotineiramente, filmes e séries são excluídos do catálogo e tornam-se indisponíveis para seus fãs. A Netflix, por exemplo, retira uma centena de títulos por mês de seu catálogo.
Fonte:  Tecmundo/BUMIPUTRA/Reprodução 

Entretanto, não é o grande número de vendas que continua dando fôlego ao formato físico. Um grupo pequeno de supercolecionadores acabam pagando mais caro para ter suas obras preferidas disponíveis sem essa limitação de tempo.

Os superfans gastam em torno de 450 euros por ano em vinil, Blu-Ray, consoles de games, CD e DVD, segundo estudo da Entertainment Retailers Association (ERA). No caso dos vinis, esse pequeno grupo foi responsável por 72% das compras, enquanto a concentração no segmento de Blu-Ray foi de 61%.

Leitores de Blu-Ray

Com a queda no interesse por formatos físicos de filmes, o número de empresas que oferecem dispositivos com leitores de Blu-Ray vem diminuindo. Nos últimos anos, a Oppo e Samsung desistiram de vender os equipamentos. Porém os consoles de games da Sony e Microsoft podem se tornar uma alternativa viável para continuar apreciando os filmes prediletos.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.