Com IPO, Nubank se torna banco mais valioso da América Latina

1 min de leitura
Imagem de: Com IPO, Nubank se torna banco mais valioso da América Latina
Imagem: Shutterstock/Reprodução
Avatar do autor

Na noite da última quarta-feira (8), o Nubank revelou os valores iniciais de sua oferta pública de ações (IPO) para a estreia na Bolsa de Valores de Nova York. O banco digital precificou as ações classe A em US$ 9 cada, enquanto os Brazilian Depositary Receipts (BDRs) saírão por R$ 8,36 cada.

Com a estreia na Bolsa de Nova York, a fintech ultrapassou o Itaú Unibanco e passou a ser o banco mais valioso da América Latina, valendo US$ 41,5 bilhões (aproximadamente R$ 230 bilhões). Criada em 2013 pelo colombiano David Vélez em parceria com a brasileira Cristina Junqueira e pelo norte-americano Edward Wible, a fintech nasceu com o objetivo de diminuir a burocracia no mercado financeiro.

Na última semana, a fintech reduziu a avaliação do IPO em quase 20% após a baixa procura de investidores. Os valores foram revelados no documento enviado à Securities and Exchange Comission (SEC). A expectativa é que o banco utilize os recursos para capital de giro, custos de operação e para novas aquisições.

Transmissão ao vivo

A precificação das ações é apenas o primeiro passo da abertura de capital do Nubank, que ocorrerá hoje (9). A empresa permitirá que o público acompanhe ao vivo o IPO da fintech brasileira.

O momento oficial da entrada do Nubank na Bolsa de Valores será transmitido ao vivo pelas contas da empresa no Facebook e no YouTube a partir das 11h. Já as negociações na B3 começam oficialmente na sexta-feira (10).

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.