DeFi: conheça as criptomoedas mais promissoras de 2022

4 min de leitura
Patrocinado
Imagem de: DeFi: conheça as criptomoedas mais promissoras de 2022
Avatar do autor

Equipe TecMundo

@tec_mundo

O universo das criptomoedas, que se expandiu rapidamente nos últimos anos, tem caminhado para sua consolidação em 2021. O bitcoin, o maior ativo digital do mundo, bateu recordes de valor e já é negociado a mais de US$ 66 mil (cerca de R$ 368 mil na cotação atual). Isso sem contar outros fenômenos de valorização, como o token AXS, do jogo Axie Infinity, que rendeu frutos milionários para os que souberam investir no tempo certo.

Mas o que subiu, subiu. Embora muitos criptoativos que já decolaram, como o próprio bitcoin, ainda possam ser um ótimo investimento, dificilmente ganharão tanto valor de mercado a ponto de transformarem a vida financeira de quem investir uma quantia pequena.

O caminho para quem busca grandes retornos com criptomoedas, portanto, é buscar ativos que ainda têm um pequeno valor de mercado, mas com fundamentos para uma potencial explosão. É o que prometem as DeFi.

O acrônimo para Decentralized Finance consiste nos tokens associados à prestação de serviços financeiros, como contratos e empréstimos, mas sem o envolvimento de bancos ou instituições centrais, como o Banco Central (BC) – tudo registrado na blockchain.

Fazem parte das DeFi as oito grandes categorias de criptoativos existentes até o momento:

  • criptomoedas;

  • plataforma de contratos inteligentes;

  • stablecoins;

  • tokens de exchanges centralizadas;

  • web3;

  • ativos de privacidade;

  • NFTs.

Em resumo, pode-se dizer que as DeFi são uma espécie de plataforma de contratos inteligentes aplicados ao mundo das finanças. Essas plataformas executam operações e custodiam ativos sem passar por entidades centralizadoras, como governos e bancos. Todas as transações são registradas na blockchain por meio de contratos programados que se autoexecutam conforme suas premissas. Além de maior liberdade, isso confere transparência e segurança às operações.

Hoje, os protagonistas das DeFi são os sistemas de empréstimo de criptomoedas e as chamadas DEX — corretoras como a Uniswap, que permitem a troca de criptoativos sem a necessidade de um intermediário, como as exchanges tradicionais.

Em curto prazo, contudo, o uso pode se difundir ainda mais em todo o planeta com a popularização e a oficialização das criptomoedas. Sem falar nas oportunidades de longo prazo, imaginando um cenário em que as moedas fiduciárias estejam no sistema das DeFi ou mesmo em que as criptomoedas tomem parte do papel das divisas emitidas por governos.

As criptomoedas mais promissoras de 2022

Segundo o chefe de pesquisa em criptomoedas da Empiricus, Vinícius Bazan, essa classe de DeFi está com uma valorização defasada em relação a outros ativos digitais. Apesar de seu potencial, elas ainda não passaram pela curva de valorização de outras criptomoedas que já trouxeram grandes retornos aos investidores.

Isso torna as DeFi, na opinião de Franco, “a melhor classe de criptomoedas para 2022”, inclusive acima do bitcoin. “Eu e minha equipe de análise estimamos um potencial de valorização das DeFi na casa de 200 vezes, o que seria capaz de transformar um investimento de R$ 5 mil, por exemplo, em R$ 1 milhão”, explica.

O especialista promoverá um evento online e gratuito no qual explicará um pouco mais sua tese de investimento em DeFi – e indicará uma das moedas DeFi que ele acredita ter um enorme potencial de lucros em curto e médio prazos.

É arriscado?

Assim como qualquer investimento ou aplicação financeira, as DeFi podem oferecer riscos, principalmente se não houver um estudo prévio pelo investidor. Qualquer analista financeiro deixa claro que quanto maior é a possibilidade de ganhos, maiores costumam ser os riscos.

A recomendação é, antes de tudo, fazer uma análise completa das finanças para saber quanto você está disposto a investir sem prejudicar seu orçamento ou o de sua família. Entenda bem a oportunidade e veja se ela é compatível com a sua realidade.

Elon Musk e outros bilionários já cantaram a bola

O potencial dos criptoativos DeFi está tão evidente que muitos bilionários não escondem que estão de olho. O mais emblemático deles, Elon Musk, grande incentivador das criptomoedas, não titubeou e largou a seguinte frase em seu Twitter, conhecido por movimentar as cotações no mundo cripto: “Não desafie as DeFi”.

defi“Não desafie as DeFi”, tweetou Elon Musk. (Fonte: Twitter/Reprodução)

O empreendedor, apresentador e bilionário Mark Cuban também se manifestou positivamente sobre as DeFi. Recentemente, Cuban comparou o estágio em que elas se encontram hoje com aquele da internet nos anos 1990, para explicar seu potencial de valorização e transformação social.

defi(Fonte: Criptofácil/Reprodução)

O ambiente parece estar tão favorável ao crescimento das DeFi que elas vêm sendo consideradas por muitos um dos melhores investimentos em criptomoedas para 2022. Como um dos analistas que acredita nessa oportunidade, Vinícius Bazan fará uma transmissão em 29 de novembro, às 19h, para dividir com os investidores interessados no mundo cripto todo o potencial que as DeFi oferecem para as finanças globais e pessoais.

Para participar, você pode se inscrever agora mesmo no link antes que as vagas pré-reservadas se esgotem.

Além de o evento ser gratuito e online, nele será revelada a primeira cripto DeFi da carteira de Bazan. Essa carteira contará com outros ativos que serão revelados aos espectadores que desejarem participar de um projeto especial de Bazan e sua equipe.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.