Facebook é multado em R$ 390 milhões por manobra na compra do Giphy

1 min de leitura
Imagem de: Facebook é multado em R$ 390 milhões por manobra na compra do Giphy
Imagem: Pixabay
Avatar do autor

A fase do Facebook não é mesmo das melhores. Além da crise interna, a empresa foi multada em 50,5 milhões de libras — o equivalente a R$ 390 milhões em conversão direta de moeda — por quebrar regras de regulação de um órgão fiscalizador do Reino Unido. O caso envolve a aquisição da plataforma Giphy, comprada pela empresa de Mark Zuckerberg em 2020 por US$ 400 milhões.

A multa foi aplicada pela Autoridade de Competição e Mercados (CMA, na sigla original) pela falta de colaboração e quebra consciente de regras impostas pelo órgão.

O caso começou logo após a aquisição, quando a CMA iniciou uma investigação formal para determinar se a movimentação de mercado seria uma ação anticompetitiva no setor. Durante o processo, o Facebook deveria fornecer atualizações constantes ao órgão, além de não realizar integrações entre os serviços até que o resultado saísse.

Tudo ao contrário

Segundo a CMA, entretanto, o Facebook desobedeceu ambas as regras: ele não só começou a integração dos serviços como deixou deliberadamente de fornecer informações aos reguladores. Essa ação foi considerada inédita pela CMA e uma "estratégia arriscada" da empresa.

Além disso, a compra ainda não foi totalmente avaliada e pode até resultar no cancelamento da aquisição. O caso do Giphy ainda é investigado em outros países e envolveu até mesmo uma movimentação nas ações para escapar da análise de órgãos similares nos Estados Unidos.

O que diz o Facebook

Em um comunicado enviado ao jornal britânico The Guardian, a empresa diz "discordar fortemente" da "decisão injusta de punir o Facebook pelo melhor empenho possível" no caso e agora vai avaliar as opções legais disponíveis.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.