AliExpress passa a rastrear pedidos de vendedores brasileiros

1 min de leitura
Imagem de: AliExpress passa a rastrear pedidos de vendedores brasileiros
Imagem: Flickr/Marco Verch Professional Photographer/Reprodução
Avatar do autor

A plataforma de e-commerce AliExpress fechou uma parceria com a Intelipost, empresa de gestão de frete e tecnologia para logística no Brasil, para que os pedidos de vendedores brasileiros na plataforma de comércio eletrônico possam ser rastreados. Nesta quarta-feira (1), representantes da Intelipost estarão no evento AliExpress Seller Day falando sobre os principais desafios da logística do país.

A companhia chinesa antes realizava o rastreio de pedidos apenas com modelo internacional e garantia entregas vindas de fora do país em até 7 dias no território brasileiro. O acordo de logística dá fôlego para a estratégia local da plataforma, abrindo novas possibilidades para os vendedores brasileiros.

O Brasil é a primeira nação das Américas que a companhia chinesa iniciou uma operação local. Desde agosto, lojistas e vendedores brasileiros podem colocar seus produtos à venda na plataforma. “Sabemos que um e-commerce só será bem-sucedido com uma infraestrutura local”, afirmou Yaman Alpata, líder de Marketplace do AliExpress na América Latina.

AliExpress no Brasil

AliExpress pretende concorrer com plataformas presentes no Brasil, como Magazine Luiza, Mercado Livre e Americanas.com. (Fonte: Unsplash/CardMapr.nl/Reprodução)AliExpress pretende concorrer com plataformas presentes no Brasil, como Magazine Luiza, Mercado Livre e Americanas.com. (Fonte: Unsplash/CardMapr.nl/Reprodução)Fonte:  Unsplash/CardMapr.nl/Reprodução 

Nos próximos anos, o AliExpress espera alcançar 2 bilhões de usuários em todo o mundo, com a criação de 100 milhões de empregos e o relacionamento com 10 milhões de empresas de pequeno e médio portes.

O Brasil está entre os 5 maiores mercados de interesse de operação da companhia chinesa. De acordo com um comunicado da Intelipost, o país tem 60% das pessoas consumidoras com menos de 35 anos e mais ativos online. A empresa vê oportunidades no país devido à alta de demanda e aumento da participação do varejo.

Para operar em território brasileiro, o AliExpress enfrentou desafios como o custo e a onerosidade nos processos. A empresa utilizou voos semanais da China para conseguir realizar entregas de produtos em 12 dias em São Paulo, sem a necessidade de um plano de adesão, como a Amazon.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.