Variante Delta: Apple adia retorna aos escritórios para janeiro

1 min de leitura
Imagem de: Variante Delta: Apple adia retorna aos escritórios para janeiro
Imagem: Unsplash
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

O crescimento do número de casos de covid-19 nos Estados Unidos, que vem sendo associado à variante Delta, fez a Apple adiar novamente os planos de retomar o trabalho presencial. Em memorando enviado aos funcionários nessa quinta-feira (19), a empresa disse que a volta aos escritórios deve acontecer somente em janeiro de 2022.

Segundo a Bloomberg, que teve acesso ao documento, a previsão inicial era de que as atividades presenciais fossem retomadas pela Maçã em setembro. No entanto, a companhia mudou de ideia e marcou o retorno para outubro e, agora, novamente precisou atrasar a programação.

A ideia da big tech é retornar ao trabalho nas unidades corporativas de forma gradual, assim que houver autorização. Quando isso acontecer, os funcionários deverão ir ao escritório três dias por semana (às segundas, terças e quintas), continuando a trabalhar em casa às quartas e sextas.

Funcionários da Apple seguirão em home office até o início de 2022.Funcionários da Apple seguirão em home office até o início de 2022.Fonte:  Unsplash 

No memorando, a chefe de Recursos Humanos e Varejo da Apple, Deirdre O’Brien, também comenta que não há planos de fechar escritórios ou lojas de varejo, apesar das restrições. Ela ainda encorajou os colaboradores a se vacinarem contra o novo coronavírus, mas não disse se será preciso comprovar a imunização na volta ao trabalho.

Quase dois anos em home office

Mesmo com mais de 50% da população americana totalmente vacinada, outras empresas sediadas no país também adiaram a volta ao trabalho presencial, igualmente influenciadas pela variante Delta. Entre elas estão o Facebook, a Amazon e a Lyft, que têm retorno previsto para o início do próximo ano.

Ainda no caso da Apple, os funcionários deverão chegar a quase dois anos sem ir aos escritórios se a nova programação for confirmada. A gigante de Cupertino tomou medidas para evitar a disseminação do coronavírus entre os trabalhadores logo no início da pandemia, apostando no home office em março de 2020.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.