Amazon tem 'pior dia' no mercado financeiro desde 2020

1 min de leitura
Imagem de: Amazon tem 'pior dia' no mercado financeiro desde 2020
Imagem: F. Carter Smith/Bloomberg/Getty Images
Avatar do autor

Uma declaração pessimista da Amazon ontem (29) sobre a possível desaceleração do crescimento econômico no próximo trimestre, fez com que os índices Nasdaq e S&P 500 caíssem nesta sexta-feira (30). A gigante do ecommerce viu suas ações despencarem 7,1%, no que foi considerado como o pior dia desde março de 2020, quando as ações da companhia caíram 7,92%.

A declaração dada pela Amazon ocorreu após a divulgação dos fracos resultados do segundo trimestre deste ano. Falando sobre as expectativas de recuperação nos próximos trimestres, a empresa afirmou acreditar que a tendência de desaceleração nas vendas iria se manter, à medida que os clientes começam a retornar às lojas físicas, com a mitigação das normas sanitárias determinadas pela pandemia.

Os prognósticos da varejista levam em conta uma comparação com o mesmo período do ano passado, quando muitos consumidores migraram em massa para varejistas digitais, como a Amazon, para evitar a propagação do vírus. No entanto, com a reabertura crescente da economia nos últimos meses, clientes não só retornam às lojas físicas, como passam a gastar mais em viagens e outros serviços.

O que dizem os analistas econômicos?

Fonte: Amazon/ReproduçãoFonte: Amazon/ReproduçãoFonte:  Amazon 

O analista do banco Barclays, Ross Sandler, explicou que a Amazon reportou receita e lucro operacional no segundo trimestre de 2021 que foram, respectivamente, 2% e 1% abaixo do esperado, levando a uma perspectiva de mais perdas para o terceiro trimestre. Embora seja um resultado corriqueiro, transforma-se em “ocorrência rara para um nome de alta qualidade como a Amazon”.

Para o analista, prever as consequências do reverso do surto pandêmico é um processo desafiador para a maioria das empresas, embora a Amazon continue “a adicionar membros principais e ganhar participação no comércio eletrônico”, o que permite supor que não ocorrerão prejuízos ao “touro” no longo prazo.

Analistas da consultoria Baird pontuam que a Amazon apresentou um desempenho superior em outros segmentos, como publicidade, computação em nuvem e serviços de assinatura, como o Amazon Prime.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes