Tesla tem rendimento recorde, mas adia chegada do caminhão Semi

1 min de leitura
Imagem de: Tesla tem rendimento recorde, mas adia chegada do caminhão Semi
Imagem: Tesla
Avatar do autor

A Tesla apresentou nesta segunda-feira (26) resultados recordes no relatório financeiro do segundo trimestre de 2021.

Entre os meses de abril e junho deste ano, a empresa obteve lucro de US$ 1,1 bilhão — mais do que em qualquer outro momento da história. Em comparação ao mesmo período do ano passado, o desempenho foi mais que o dobro, superando todas as metas internas e de analistas do mercado.  Já a receita completa foi de US$ 11,96 bilhões, quase duas vezes mais do que no mesmo período do ano passado.

E os números não são apenas positivos pelo alto valor. O mais importante é que, até agora, a Tesla lucrava principalmente a partir da venda de créditos de carbono para concorrentes do que pela comercialização de seus próprios automóveis e de equipamentos de bateria e energia.

Nos últimos meses, entretanto, os modelos mais baratos da marca registraram ótimo desempenho na comercialização e fizeram a empresa não depender só dessas parcerias — responsáveis por US$ 354 milhões do total.

Adiamento

Entretanto, as boas notícias acabam por aí. A Tesla confirmou que a escassez de componentes, como a falta de chips no mercado, além de problemas de logística, devem continuar afetando as operações da marca ao longo do ano.

Apesar da alta demanda, a entrega de carros deve atrasar e impedir um crescimento ainda maior. Além disso, o caminhão autônomo Tesla Semi foi adiado em definitivo para 2022 — tanto pelos problemas com peças quanto para que a empresa refine ainda mais a versão final do veículo.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.