Bilionário dos bitcoins morre e deixa fortuna 'no limbo'

1 min de leitura
Imagem de: Bilionário dos bitcoins morre e deixa fortuna 'no limbo'
Imagem: Shutterstock/Reprodução
Avatar do autor

Mircea Popescu, um dos pioneiros do bitcoin (BTC), morreu aos 41 anos afogado na Costa Rica, em junho, e deixou uma fortuna da criptomoeda "perdida". O investidor dizia ter um milhão de BTCs; mas, segundo o portal Bitcoin Magazine, o falecido contava com "dezenas de milhares", com estimativas apontando para um valor de US$ 2 bilhões, cerca de R$ 10,35 bilhões em conversão direta.

Autoridades locais informaram que ele foi arrastado por uma correnteza e morreu na região de Playa Hermosa, uma área imprópria para banhistas. O evento foi divulgado pelo site costa-riquenho Teletica, e uma uma mulher que o acompanhava identificou o corpo.

O "Filósofo do Bitcoin" era amado e odiado

Popescu ficou famoso por ser um dos pioneiros da criptomoeda, divulgando e promovendo a iniciativa em seu blog Trilema. Além disso, o romeno foi responsável por criar a exchange MPEx em 2012.

Conhecido por antagonizar desenvolvedores da moeda, Popescu criticava profissionais que se diziam ligados ao Satoshi Nakamoto — codinome usado pelo criador, ou criadores, do BTC. De acordo com o Bitcoin Magazine, o entusiasta dizia que as tentativas de melhorar código do software eram "egocêntricas e infantis" e defendia a retrocompatibilidade dos tokens.

"O bitcoin não está aqui para você opinar. O bitcoin está aqui para mudar, de uma forma profunda e dolorosa, a sua vida. Quer você concorde ou não, dê permissão ou não, quer você pense que é 'aceitável' ou qualquer outra coisa", escreveu em seu blog.

Apesar da atual inexistência do blog, um perfil no Twitter divulga diariamente "pérolas" do investidor. O Trilema também era famigerado por publicações antissemitas, machistas e sexuais.

E o dinheiro?

Caso nenhum herdeiro de Popescu revele a posse da senha da carteira criptografada, a fortuna pode ficar perdida para sempre. A história é similar ao que ocorreu com o o estadunidense Stefan Thomas, que perdeu a senha de 7,002 bitcoins, quase R$ 1,2 bilhão, no começo do ano.

O autodeclarado "Filósofo do Bitcoin" já ameaçou vender todos os seus tokens como uma forma de protesto contra o aumento dos blocos da moeda, diminuindo o seu valor, mas a declaração não se concretizou.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.