Apple pode adquirir o estúdio de cinema A24 por US$ 3 bilhões

1 min de leitura
Imagem de: Apple pode adquirir o estúdio de cinema A24 por US$ 3 bilhões
Imagem: A24
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

O estúdio de cinema norte-americano A24, que é especializado em produções independentes, pode ser adquirido em breve. Segundo uma reportagem da Variety, a companhia inciou uma "exploração sobre uma possível venda" e teria sugerido um valor de mercado entre US$ 2,5 bilhões e US$ 3 bilhões para negociações.

Uma das possíveis interessadas é a Apple, que tem uma plataforma própria de streaming de vídeo, o Apple TV+, mas com um ritmo de produção reduzido — o que seria uma movimentação parecida com a da Amazon, que comprou recentemente a produtora MGM.

Apple e A24 já são ligadas por parcerias na produção e distribuição de filmes desde 2018, com o acordo envolvendo longa-metragens para o streaming como On the Rocks, dirigido por Sofia Coppola, e Sharper, estrelado por Juliane Moore.

"A Bruxa" (2015) é um dos grandes destaques do catálogo da A24."A Bruxa" (2015) é um dos grandes destaques do catálogo da A24.Fonte:  A24 

A Variety indica ainda que as conversas teriam acontecido, mas os planos podem ter mudado para que a A24 invista primeiro em expansão para depois retomar a busca por compradores. Contatadas pela reportagem, as duas partes envolvidas na especulação não fizeram comunicados a respeito do tema.

Fundado em 2012, o estúdio ficou conhecido por produções de cineastas em começo de carreira e orçamento reduzido, mas de alto senso artístico e virando sucessos repentinos de bilheteria. Alguns dos filmes que passaram pela A24 e estão em plataformas de streaming atuais incluem Ex Machina, A Bruxa, Moonlight: Sob a Luz do Luar, Hereditário e Joias Brutas, além de séries como Euphoria, da HBO.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes

Apple pode adquirir o estúdio de cinema A24 por US$ 3 bilhões