LG expande fábrica em Manaus após saída do mercado de celulares

1 min de leitura
Imagem de: LG expande fábrica em Manaus após saída do mercado de celulares
Imagem: LG
Avatar do autor

A LG está saindo do mercado de smartphones e encerrou parte de suas atividades em Taubaté, mas ainda está investindo em fábricas no Brasil. Nesta segunda-feira (31), a companhia anunciou uma expansão em suas instalações de Manaus para comportar a produção de mais dispositivos no Amazonas.

Após entrar em um acordo com funcionários, a empresa fechará a fábrica de Taubaté e migrará a montagem de monitores e notebooks para Manaus. A LG conseguiu aprovação do governo para expandir suas instalações no Amazonas em 12.000 metros quadrados.

LG expandirá sua fábrica em Manaus.LG expandirá sua fábrica em Manaus.Fonte:  LG 

De acordo com números divulgados pela empresa, a obra custará R$ 325 milhões e promete gerar cerca de 150 vagas de trabalho. Com isso, a LG terá cerca de 2.200 colaboradores no Amazonas, sendo a quarta maior companhia na geração de empregos na região.

Comprometimento com o Brasil

Segundo as estimativas da companhia, as operações do novo projeto no Amazonas devem começar em julho deste ano. De acordo com Seo Young-moo, vice-presidente sênior da LG Brasil, o movimento da empresa visa mostrar o comprometimento da marca com o mercado brasileiro, após o fechamento da fábrica de celulares no nosso país.

Com a saída da LG do mercado de smartphones, a fábrica de Taubaté foi fechada e gerou cerca de 700 demissões. A companhia fez um acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos da região e pagará cerca de R$ 37,5 milhões para os funcionários afetados pela mudança.

Apesar da transição das linhas de montagem para Manaus, a LG também ressalta que manterá atividades em Taubaté. A cidade paulistas ainda comportará um call center para atendimento ao cliente, de acordo com um comunicado da empresa.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes

LG expande fábrica em Manaus após saída do mercado de celulares