YouTuber modifica Game Boy e consegue minerar Bitcoin

1 min de leitura
Imagem de: YouTuber modifica Game Boy e consegue minerar Bitcoin
Imagem: Reuters
Avatar do autor

No último sábado (27), um usuário chamado "stacksmashing"  publicou um vídeo relatando como conseguiu utilizar um Game Boy para "minerar" bitcoins em seu canal no YouTube. Para realizar o feito, o desenvolvedor precisou utilizar uma série de adaptadores externos a fim de acessar a rede de dados necessária para o "minério" da criptomoeda.

No vídeo, stacksmashing explica o processo — aparentemente complexo — de maneira bem descomplicada. Utilizando uma placa Raspberry Pi, o desenvolvedor conseguiu improvisar uma interface que conecta o Game Boy a um computador com internet, utilizando a entrada Link do portátil — usada, ainda em 1989, para trocas locais de dados.

Em seguida, após obter acesso à rede de dados do Bitcoin, o desenvolvedor criou um pequeno software utilizando um conjunto de ferramentas para criação de jogos para Game Boy e o carregou em um cartucho modificado, capaz de receber ROMs personalizadas. Por fim, stacksmashing demonstra o aparato improvisado em funcionamento.

Infográfico ilustrando o processo do desenvolvedor durante o experimento. (Fonte: stacksmashing, Youtube / Reprodução)Infográfico ilustrando o processo do desenvolvedor durante o experimento. (Fonte: stacksmashing, Youtube / Reprodução)Fonte:  stacksmashing, Youtube 

Apesar de bastante impressionante, o feito está longe de ser lucrativo. Por conta do hardware presente no Game Boy, a velocidade da mineração de bitcoins em seu sistema fica bastante aquém do desejado para esta função.

Comparado à uma máquina especializada em minerar criptomoedas, o videogame portátil fica para trás, como esperado, por uma grande margem. Com uma produção de 0,8 hashes por segundo, o esforço do Game Boy parece pequeno perto dos 100 terahashes por segundo produzidos por chips ASICs, por exemplo — uma mera diferença de 125 trilhões de vezes.

Isso significa, em outras palavras, que o Game Boy levaria "alguns quadrilhões de anos" para minerar um único Bitcoin, avaliado atualmente em cerca de US$ 58 mil ou R$ 330 mil, segundo o desenvolvedor. Com uma produção de US$ 2 a cada 100 mil anos, será necessário ter bastante paciência para os que desejarem embarcar na empreitada. Confira o vídeo na íntegra:

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes

YouTuber modifica Game Boy e consegue minerar Bitcoin