Samsung pode não lançar um Galaxy Note em 2021

1 min de leitura
Imagem de: Samsung pode não lançar um Galaxy Note em 2021
Imagem: Samsung/Divulgação
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A Samsung confirmou que pode não lançar o Galaxy Note neste ano devido ao "grave desequilíbrio" no fornecimento global de chips. A decisão foi comentada na reunião anual de acionistas da Samsung na Coreia do Sul, segundo a Bloomberg.

O co-CEO, Koh Dong-jin, afirmou que a empresa está lutando contra a escassez de chips em todo o mundo. "Apesar do ambiente difícil, nossos líderes de negócios estão se reunindo com parceiros no exterior para resolver os problemas", afirma. Ele explica que a data de lançamento do Note deve ser alterada, mas a expectativa é lançar já em 2022.

O analista de segurança da Samsung, MS Hwang, afirmou que a escassez de chips Qualcomm produzidos pela TSMC está afetando toda a indústria, exceto a Apple - que passou a produzir seu próprio processador, o M1.

Queda na produção

Desde o ano passado, já circulavam rumores de que o lançamento seria adiado. No final de 2020, a empresa alertou que a escassez de chips afetaria de forma significativa os negócios no primeiro trimestre de 2021. Além disso, a Samsung Eletronics, segundo maior fabricante de chips do mundo, também foi forçada a fechar algumas de suas fábricas na cidade de Austin, nos Estados Unidos devido a quedas de energia que afetaram toda a região. A empresa ainda não está com produção integral e deve sentir os efeitos da decisão nos próximos meses.

Segundo a empresa de pesquisas, TrendForce, a escassez de chips Qualcomm pode reduzir a produção global de smartphones em até 5% no segundo semestre de 2021.

Samsung pode não lançar um Galaxy Note em 2021