Facebook restaura notícias na Austrália após acordo com governo

1 min de leitura
Imagem de: Facebook restaura notícias na Austrália após acordo com governo
Imagem: EPA
Avatar do autor

Menos de uma semana após decidir bloquear o compartilhamento e a publicação de notícias em sua rede social na Austrália, o Facebook chegou nesta segunda-feira (22) a um acordo com o governo do país, que dispensou a empresa de ter que passar por um processo de arbitragem governamental. Com isso, as notícias voltam às páginas do Facebook Austrália nos próximos dias.

Após uma intensa discussão, que durou mais de 11 horas, a chefe de parcerias globais de notícias do Facebook, Campbell Brown, divulgou um comunicado à imprensa, afirmando: “chegamos a um acordo que nos permitirá apoiar os editores que escolhermos, incluindo pequenos editores locais”.

Permanece, portanto, o grande nó da questão, o pagamento aos editores pelas notícias. Com o acordo, a gigante norte-americana irá fazer o pagamento, porém sem a arbitragem forçada do governo australiano. “O governo esclareceu que manteremos a capacidade de decidir se as notícias aparecem no Facebook para que não fiquemos automaticamente sujeitos a uma negociação forçada”, concluiu a executiva.

Lei australiana quer remunerar os editores de notícias

Rupert Murdoch é dono dos principais jornais australianos (Fonte: Irish Times/Reprodução)Rupert Murdoch é dono dos principais jornais australianos (Fonte: Irish Times/Reprodução)Fonte:  Irish Times 

A polêmica sobre o pagamento de remuneração aos editores de notícias vem se arrastando há meses entre a rede social, o governo da Austrália e o magnata Rupert Murdoch, cuja empresa domina a indústria jornalística local. O Código de Negociação da Mídia de Notícias exigiria que grandes empresas, como o Facebook e a Google, pagassem aos editores de notícias pelos seus conteúdos.

Entre as emendas propostas à nova legislação está a inserção de um período de dois meses para uma mediação entre os editores de notícias e as plataformas de tecnologia. A ideia é que os principais atores pudessem negociar acordos entre si, sem que o governo fosse obrigado a intervir através de uma arbitragem vinculativa.

A forma de remuneração dos editores de notícias australianos está sendo encarado como uma balizador de novas legislações mundiais para regulamentação das indústrias de mídia dentro das redes sociais.

News de tecnologia e negócios Deixei seu email aqui, e welcome to the Jungle.
Facebook restaura notícias na Austrália após acordo com governo