Após investimento de 1,5 bi, Tesla poderá aceitar bitcoin como pagamento

1 min de leitura
Imagem de: Após investimento de 1,5 bi, Tesla poderá aceitar bitcoin como pagamento
Imagem: Tesla/Divulgação
Avatar do autor

Tesla comprou US$ 1,5 bilhões em bitcoins, segundo relatório anual enviado pela empresa nesta segunda-feira (8) à SEC, Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos. Assim que a informação se tornou pública, o preço da maior criptomoeda do mundo atingiu US$ 44 mil. Em Real, o recorde também foi quebrado com uma alta de 11%.

Segundo o documento, a Tesla mudou a política de investimentos em janeiro deste ano com o objetivo de ter mais flexibilidade e maximizar os retornos de caixa. "Como parte da política, podemos investir em certos ativos de reserva alternativa, incluindo ativos digitais, barras de ouro, fundos negociados em bolsa de ouro e outros. Depois disso, investimos um total de US$ 1,50 bilhão em bitcoin de acordo com esta política e podemos adquirir e manter ativos digitais de tempos em tempos ou por longo prazo".

Assim, a empresa poderá adquirir mais criptomoedas de tempos em tempos e afirma que "espera começar a aceitar bitcoin como forma de pagamento pelos produtos em um futuro próximo, sujeito às aplicações das leis e inicialmente com base restrita".

Interesse antigo

O CEO da Tesla, Elon Musk, já havia demonstrado interesse nas criptomoedas anteriormente. Em uma troca de tuítes, Musk perguntou ao CEO da MicroStrategy, Michael Saylor, se deveria converter "grandes transações" do balanço Tesla em Bitcoin. Na época, Saylor encorajou o bilionário. Já no mês passado, Musk mudou sua biografia no Twitter para #bitcoin" e o preço da criptomoeda subiu 14% em menos de uma hora.

News de tecnologia e negócios Deixei seu email aqui, e welcome to the Jungle.
Após investimento de 1,5 bi, Tesla poderá aceitar bitcoin como pagamento