Apple cresce, mas Samsung ainda é maior no mercado de celulares

1 min de leitura
Imagem de: Apple cresce, mas Samsung ainda é maior no mercado de celulares
Imagem: Android Authority
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A Counterpoint Reasearch lançou um relatório sobre o mercado de smartphones no último trimestre de 2020 e revelou detalhes sobre o desempenho das principais fabricantes durante o ano passado. Grande parte das marcas fechou o ano em queda, mas a Apple ainda conseguiu elevar seus números de vendas.

De acordo com o levantamento, a Apple teve um crescimento de 96% no final de 2020 em relação ao trimestre anterior. Graças ao lançamento da linha iPhone 12, a empresa chegou a vender aproximadamente 20 milhões de celulares a mais que a Samsung nesse período.

iPhone 12 impulsionou as vendas da Apple no final de 2020iPhone 12 impulsionou as vendas da Apple no final de 2020Fonte:  Apple 

A fabricante sul-coreana encerrou o último trimestre de 2020 com uma queda de 22% e 65 milhões de aparelhos vendidos, mas ainda é maior fabricante de smartphones do mundo no acumulado do ano. Segundo a Counterpoint, a Samsung fez cerca de 19% de todos os celulares vendidos no ano passado globalmente.

Huawei sofre com quedas

Quem mais sofreu durante o último trimestre de 2020 no mercado de celulares foi a Huawei, que ainda está banida dos Estados Unidos. A empresa costumava lutar pela segunda colocação no ranking da Counterpoint, mas caiu para a sexta colocação no final do ano.

O ano de 2020 foi marcado por quedas no mercado de celularesO ano de 2020 foi marcado por quedas no mercado de celularesFonte:  Counterpoint 

Graças ao alto volume de vendas durante o restante do ano, a companhia chinesa ainda conseguiu ficar com a medalha de bronze no ranking anual de vendas de smartphones. Apesar disso, a firma teve o maior declínio em comparação a 2019, com uma queda de 21% no número de celulares vendidos.

Outra empresa que não se saiu bem em 2020 foi a Lenovo. A dona da Motorola teve uma queda de 18% nas vendas. A LG, que pode deixar o mercado de smartphones em 2021, também fechou o ano com números negativos e vendeu 13% menos aparelhos que em 2019.

Enquanto boa parte das empresas fechou o ano com baixas, a Realme obteve um crescimento impressionante no mercado. A ambiciosa fabricante chinesa teve um aumento de 65% em seus números de venda durante 2020 e pretende expandir ainda mais suas operações neste ano.

News de tecnologia e negócios Deixei seu email aqui, e welcome to the Jungle.
Apple cresce, mas Samsung ainda é maior no mercado de celulares