QuintoAndar cria programa de formação tecnológica para negros

1 min de leitura
Imagem de: QuintoAndar cria programa de formação tecnológica para negros
Imagem: QuintoAndar/Divulgação
Avatar do autor

O QuintoAndar, plataforma digital de moradias, iniciou um programa de formação em tecnologia exclusiva para pessoas negras e pardas. Batizado de Código Preto, o projeto oferecerá 50 bolsas integrais para o curso de Programação Web Full Stack.

Desenvolvido em parceria com a instituição de ensino Digital House, o curso terá duração de cinco meses. Após o encerramento das aulas, os bolsistas poderão participar do processo seletivo para o setor de engenharia de software do QuintoAndar.

Código Preto será exclusivo para jovens negros e pardos no início da carreira.Código Preto será exclusivo para jovens negros e pardos no início da carreira.Fonte:  TuneUpMedia/Reprodução 

O projeto Código Preto é especialmente destinado para profissionais em início de carreira. Para participar do programa, os candidatos precisam ser autodeclarados pretos ou pardos, ter a idade mínima de 18 anos e o ensino médio completo.

Com carga horária de 210 horas, o curso de Programação Web Full Stack será realizado de forma remota com três aulas semanais. Assim, os alunos precisam ter essa disponibilidade para integrar o programa.

Os interessados em participar do Código Preto devem realizar a inscrição até o dia 7 de fevereiro. Para se inscrever no processo seletivo, basta clicar aqui.

QuintoAndar investe na representatividade na área de tecnologia.QuintoAndar investe na representatividade na área de tecnologia.Fonte:  Pexels/Reprodução 

Mais representatividade na área de tecnologia

“O Código Preto é parte de um plano maior de representatividade em nosso ambiente e no universo de tecnologia”, diz a diretora de Pessoas do QuintoAndar, Erica Jannini. “Sendo intencionais em nossas ações, podemos construir um ambiente mais diverso em casa e gerar mais oportunidades para pessoas negras no mercado”.

Esse é o segundo projeto desenvolvido pela companhia com a intenção de aumentar a representatividade de pretos e pardos no setor. Em 2020, por exemplo, ela lançou um programa de estágio exclusivo para esse público.

Anteriormente, o QuintoAndar também esteve envolvido no AceleraDev, um programa de aceleração de carreiras exclusivo para mulheres do setor de engenharia de software. Assim, o processo visava promover os novos talentos femininos da área.

News de tecnologia e negócios Deixei seu email aqui, e welcome to the Jungle.
QuintoAndar cria programa de formação tecnológica para negros