Amazon aproveita crise das aéreas e compra 11 aviões para cargas

1 min de leitura
Imagem de: Amazon aproveita crise das aéreas e compra 11 aviões para cargas
Imagem: Amazon
Avatar do autor

A Amazon anunciou nesta terça-feira (5) a aquisição de onze aeronaves do modelo Boeing 767-300. Todas serão utilizadas como parte do Amazon Air, o setor de transporte de cargas da companhia que mantém uma frota própria.

Todos os aviões foram adquiridos de duas companhias tradicionais que utilizavam os modelos para transporte de passageiros: sete unidades da Delta e outras quatro da WestJet. Eles passarão por um processo de reforma para serem habilitados ao transporte de cargas e alguns já devem entrar em operação nos Estados Unidos em 2021, com a frota completa sendo liberada somente a partir do ano que vem.

Essa é a primeira vez que a Amazon compra aeronaves diretamente de outra companhia do setor. A movimentação é uma provável forma de aproveitar a crise do setor de transporte aéreo, que ainda enfrenta problemas financeiros pela atual situação da pandemia da covid-19. Além disso, a demanda por compras online também cresceu com o andamento de lockdowns e medidas de distanciamento social.

Vale lembrar que o Amazon Air se refere somente ao serviço de transporte de cargas via aviões. Ele é diferente da divisão de delivery por drones, o Amazon Prime Air, que passou por uma rodada de demissões em 2020.

News de tecnologia e negócios Deixei seu email aqui, e welcome to the Jungle.

Fontes

Amazon aproveita crise das aéreas e compra 11 aviões para cargas