83% das startups brasileiras apoiam desenvolvimento sustentável

1 min de leitura
Imagem de: 83% das startups brasileiras apoiam desenvolvimento sustentável
Imagem: Shutterstock
Avatar do autor

Um levantamento feito pela empresa Gestão 4.0, com foco em negócios, revelou que 83,7% das startups brasileiras de impacto estão voltadas para o desenvolvimento econômico do país. O estudo analisou a atuação de 374 startups para avaliar a relação do setor com os objetivos sustentáveis propostos em 2015 pela ONU, com base em objetivos como erradicar a pobreza, a fome, e garantir educação inclusiva para todos.

Dos 17 objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS) recomendados pela ONU, a análise apurou que as empresas emergentes brasileiras têm focado seus esforços para mitigar as disparidades econômicas e incentivar a criação de trabalho decente, que é a meta 8 da ONU. Em seguida, aparece a redução das desigualdades, associada a 53,2% das organizações pesquisadas.

No terceiro lugar de prioridades das startups nacionais, com 31,8%, vem a meta indústria, inovação e infraestrutura, que busca incrementar a inovação e promover um processo de industrialização sustentável. Finalmente, 27,7% das startups se comprometem a oferecer soluções para cidades e comunidades sustentáveis.

As 10 startups mais comprometidas com desenvolvimento sustentável

Fundadores da Ribon, considerada a empresa mais comprometida com desenvolvimento sustentável (Fonte: Ribon/Divulgação)Fundadores da Ribon, considerada a empresa mais comprometida com desenvolvimento sustentável (Fonte: Ribon/Divulgação)Fonte:  Ribon 

O estudo também avaliou as 10 empresas mais comprometidas do mercado. Para isso, foram avaliados diversos itens  como descrição, setor de atuação, modelo de negócio, público-alvo, estágio de maturidade e website de todas as startups mapeadas. Após avaliar a relação das empresas com cada objetivo, estas apresentaram a melhor avaliação:

1º – Ribon
2º – Suune Energias Renováveis
3º – Boomera
4º – Smartgreen
5º – Colab
6º – Duopana
7º – Getninjas
8º – Metha energia
9º – 4 avants
10º – Liv up.

Para o cofundador e mentor do Gestão 4.0, Tallis Gomes, o estudo se mostrou um excelente balizador sobre as modernas tendências em gestão de empresas. "Assim podemos trazer referências e tentarmos replicar isso internamente e também entre os alunos da Gestão 4.0 que querem aplicar práticas em seus negócios”, conclui.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes