(BVM)12, uma bolsa de valores dedicada a startups iniciantes

1 min de leitura
Imagem de: (BVM)12, uma bolsa de valores dedicada a startups iniciantes
Imagem: Sebrae-MG
Avatar do autor

Um grupo de empreendedores do Rio de Janeiro está criando uma bolsa de valores dentro do Complexo da Maré, que pretende revolucionar a maneira como as startups de pequeno porte se relacionam com o mercado, e criar alternativas de investimento com a participação de pessoas físicas.

Em entrevista à Exame publicada hoje (20), o presidente da embrionária (BVM)12, Eduardo Baumel, explica que a ideia surgiu em junho do ano passado, como um projeto dentro do Banco Maré, uma fintech do ramo financeiro criada no Complexo da Maré, no Rio, para atender a população desbancarizada de comunidades de baixa renda.

Do nome do banco, surgiu a Bolsa de Valores do Maré, ou (BVM)12, onde o numeral representa a quantidade de startups que os empreendedores gostariam de atingir a princípio. O objetivo é permitir que as startups de tecnologia tenham uma alternativa para obter recursos para os seus negócios, além dos mecanismos tradicionais.

Como funciona a (BVM)12

Eduardo Baumel, presidente da (BVM)12 (Fonte: Exame/Reprodução)Eduardo Baumel, presidente da (BVM)12 (Fonte: Exame/Reprodução)Fonte:  Exame 

O ponto de partida da (BVM)12 é o crescente interesse de pessoas físicas no mercado de ações. Conforme Baumel, “a B3 (bolsa de valores de São Paulo) comemorou recentemente a marca de 2 milhões de CPFs na bolsa. É um crescimento fantástico nos últimos dois anos”.

A ideia é aproveitar esse conhecimento e desejo das pessoas em investir na bolsa, para, através da (BVM)12, fazer a emissão primária de ações de startups aos investidores. Na prática, o processo funcionará como uma espécie de equity crowdfunding, uma forma de investimento coletivo, na qual pessoas aplicam seu dinheiro em empresas e têm direito à participação societária.

A expectativa é que as empresas façam ofertas públicas de ações com valores mais baixos quando comparados com IPO’s (ofertas públicas iniciais de ações) tradicionais. Na (BVM)12, o valor de cada oferta não deverá exceder os 10 milhões de reais.

Segundo Baumel, dez startups já demonstraram interesse em participar do projeto.

News de tecnologia e negócios Deixei seu email aqui, e welcome to the Jungle.

Fontes

(BVM)12, uma bolsa de valores dedicada a startups iniciantes