Mercado Livre agora tem sua própria frota de aviões cargueiros

1 min de leitura
Imagem de: Mercado Livre agora tem sua própria frota de aviões cargueiros
Imagem: Vinicius Stasolla/DONVisual/Divulgação
Avatar do autor

Chama-se MELI Air a frota de quatro aviões que o Mercado Livre, maior plataforma de comércio eletrônico e serviços financeiros da América Latina, vai usar para agilizar as entregas de produtos. A novidade chega a tempo para a Black Friday – o evento é uma das esperanças do comércio para a recuperação das perdas sofridas por conta da pandemia de covid-19.

Operada por diferentes companhias aéreas, as aeronaves vão transportar os produtos armazenados nos centros de distribuição de São Paulo (Louveira e Cajamar) e Bahia (Lauro de Freitas) durante toda a semana – incluindo sábados e domingos. O maior avião é um Boeing 737-400F, a cargo da Sideral Linhas Aéreas.

“Queremos ter a melhor logística do Brasil e aumentar o número de entregas no dia seguinte. A ampliação consistente e robusta da nossa malha logística é decisiva para a manutenção da excelência do atendimento e satisfação do consumidor final – tanto vendedores quanto compradores”, afirmou, em comunicado, o vice-presidente de Mercado Envios (braço logístico da empresa), Leandro Bassoi.

Nos passos da Amazon

Além da MELI Air e do novo centro de distribuição na Bahia, os planos do Mercado Livre para ampliar sua malha logística preveem investimentos da ordem de R$ 4 bilhões, somente no Brasil. O valor se justifica pela expansão das vendas do comércio eletrônico por conta da pandemia, principalmente de concorrentes como Magazine Luiza e Via Varejo (controladora das Casas Bahia e do Pontofrio).

“Além de melhorar a experiência de compra no Brasil, esperamos que a iniciativa contribua para o aumento do reconhecimento visual da marca associado aos atributos de confiança e eficiência logística”, disse Bassoi.

Ter uma frota própria dentro do chamado modelo Fulfillment (a empresa se responsabiliza por todo o processo logístico do vendedor do marketplace, do estoque de produtos ao pós-venda) é um passo na mesma direção seguida pela Amazon, em 2016. A gigante americana opera a Amazon Air com 80 aviões Boeing 767-300.

News de tecnologia e negócios Deixei seu email aqui, e welcome to the Jungle.
Mercado Livre agora tem sua própria frota de aviões cargueiros