Irã se torna 1º país do mundo a ter reservas em Bitcoin

1 min de leitura
Imagem de: Irã se torna 1º país do mundo a ter reservas em Bitcoin
Imagem: Adobe/Reprodução
Avatar do autor

Situações desesperadoras requerem medidas desesperadas, e foi seguindo essa máxima que o Irã, submergindo sob uma inflação que permanece alta desde 2018 e ainda sob as sanções impostas pelos EUA, é agora o primeiro país do mundo a ter reservas em Bitcoin.

A legislação, alterada pelo governo persa, agora obriga que os mineradores forneçam “a criptomoeda original diretamente e dentro do limite autorizado para os canais introduzidos pelo Banco Central do Irã”, disse o relatório do BCI e do Ministério da Energia, segundo a IRNA.

Curiosamente, o Irã apreendia computadores usados para mineração de Bitcoin no país e criminalizava a prática para evitar o consumo de eletricidade, recurso escasso por lá.

Doleiro posa com uma nota de US$ 100 e seu correspondente em riais iranianos (esquerda).Doleiro posa com uma nota de US$ 100 e seu correspondente em riais iranianos (esquerda).Fonte:  REUTERS / Raheb Homavandi/Reprodução 

A agência de notícias estatal  explicou que “o limite legal para a quantidade de criptomoeda de cada minerador será determinado pelo nível de energia subsidiada usada para a mineração e com base nas instruções publicadas pelo Ministério da Energia”.

As reservas serão usadas para financiar as importações do país, driblando o bloqueio imposto pelos EUA ao país e contornando moedas fiduciárias (dinheiro em papel, títulos de crédito, ordens de pagamento etc).

Economia devastada

A economia iraniana, devastada pelas sanções que impedem o uso de dólares, não consegue nem mesmo fazer frente à compra de produtos farmacêuticos estrangeiros, desesperadamente necessários por conta da pandemia de covid-19 (uma nova onda de infecções lançou às alturas o número de mortos) e da escassez generalizada de insulina.

A falta de insulina atingiu cinco milhões de diabéticos no Irã.A falta de insulina atingiu cinco milhões de diabéticos no Irã.Fonte:  Agência Anadolu/Fatemeh Bahrami/Reprodução 

A inflação no país segue alta, alcançando em setembro o patamar de 34% – a maior deste ano (hoje, 1 rial iraniano vale US$ 0,000024).

O analista de criptografia australiano Alex Saunders disse no Twitter: "Previ que o primeiro país soberano a reter $ BTC seria aquele sem nada a perder. O banco central do Irã agora deterá legalmente todos os #Bitcoin usados para importações / exportações, permitindo contornar o USD. Ninguém quer ser o primeiro. Agora ninguém vai querer ser o último.”

News de tecnologia e negócios Deixei seu email aqui, e welcome to the Jungle.
Irã se torna 1º país do mundo a ter reservas em Bitcoin