Cadastro do PIX começou! Mas como escolher o melhor banco?

4 min de leitura
Imagem de: Cadastro do PIX começou! Mas como escolher o melhor banco?
Avatar do autor

O cadastro de chaves no PIX por número de telefone, CPF ou e-mail começa nesta segunda-feira (5), mas a nova plataforma brasileira de pagamentos instantâneos só vai funcionar de fato em novembro. Então, como escolher em qual banco ou fintech prender suas chaves mais importantes sem saber o que cada um vai oferecer em recursos ou benefícios?

Para ajudar você a tomar uma decisão, o TecMundo conversou com Carlos Netto, CEO da Matera, empresa que vem trabalhando no desenvolvimento do PIX junto ao Banco Central e a vários outros entes do mercado. A primeira recomendação dele para pessoas físicas é cadastrar telefone e CPF na instituição financeira que já é usada no dia a dia.

Cadastre naquela conta em que você já movimenta dinheiro, paga suas contas, na qual estão os seus débitos automáticos

Ele acredita que, com essa estratégia, o usuário vai ganhar em praticidade nesse primeiro momento. Caso perceba depois que outra instituição está oferecendo mais vantagens, como pontos, cashback ou alguma coisa que o seu banco não fornece, é perfeitamente possível migrar para outra empresa.

Mas é importante dar uma conferida nas vantagens que os bancos nos quais você tem conta oferecerão. "Se você é pintor ou qualquer outro tipo de profissional liberal, pense o seguinte: a sua conta bancária está cara? Tem alguma carteira digital que é mais barata? Considere amarrar o seu celular naquela carteira e fechar a sua conta no banco", recomenda Netto. "Leve a chave para o banco que não cobra nada, porque não vai mais importar em qual banco você tem conta. As transferências serão gratuitas de qualquer forma."

Entretanto, fique atento, pois haverá uma quantidade máxima de migrações por semana, por questões de segurança.

Proteja-se contra fraudes

É importante fazer o cadastro pelo menos do CPF e número de celular o quanto antes, para se proteger contra eventuais fraudes. É possível que criminosos tentem "sequestrar" suas chaves PIX antes mesmo de você as cadastrar, na expectativa de receber eventuais transferências no seu lugar.

"Se você amarrar o seu celular em algum banco, para fazer a migração para outra instituição posteriormente será necessário aprovar essa 'portabilidade' no app do banco em que você fez o primeiro cadastro. E isso garante uma dupla segurança, porque só você vai conseguir fazer essa aprovação. Se alguém abrir uma conta falsa em seu nome, só vai poder colocar o seu número de celular como PIX se você ainda não tiver feito o cadastro", revelou Netto.

Caso você tente cadastrar seu celular, CPF ou e-mail no PIX e receba uma mensagem de erro, dizendo que aquela chave já pertence a outra pessoa, será possível reivindicar a propriedade dela. Você terá que provar sua identidade e passar por um processo que pode ser burocrático e ainda não está totalmente consolidado em bancos e fintechs.

Para evitar dores de cabeça futuras, mesmo que você não pretenda usar o PIX nesse primeiro momento, é importante cadastrar suas chaves principais nesta segunda-feira ou nos próximos dias.

Você poderá usar o PIX mesmo sem chave

É importante transformar seu número de celular e CPF em chaves PIX para se proteger contra eventuais fraudes, mas você não será obrigado a fazer isso se for apenas realizar pagamentos. Todos os apps de banco e fintechs contarão com um leitor de QR code já em novembro, e será possível escanear o código de loja, boleto ou vendedor e realizar o pagamento com o saldo da conta sem precisar fazer qualquer configuração ou autorização para entrar no PIX. Será um recurso nativo do sistema financeiro brasileiro, e qualquer pessoa que usa dinheiro na forma digital estará apta a usá-lo.

Se você não cadastrar nenhuma chave, as pessoas ainda poderão lhe enviar dinheiro através do número e da agência da sua conta bancária, como se fosse uma Transferência Eletrônica Disponível (TED). A diferença é que a transação será realizada na hora e sem custos para ambas as partes.

Caixas de lojas e supermercados também vão adotar o PIX no lançamento. Algumas empresas que desenvolvem softwares para frente de caixa já estão preparando os sistemas para oferecer QR Codes estáticos e dinâmicos e viabilizar o pagamento pelo celular com mais facilidade para qualquer pessoa que tenha dinheiro em conta.

Qual banco escolher?

Como nenhuma instituição revelou informação sobre quais recursos extras vai oferecer para seus clientes, não é possível fazer uma recomendação além do que disse Carlos Netto: cadastre suas chaves na instituição em que você já movimenta dinheiro. Quando encontrar alguma vantagem em outra fintech ou outro banco, poderá fazer a migração. Essa mudança, inclusive, deve acontecer instantaneamente, assim que você fizer a confirmação no app do banco que tinha originalmente a sua chave.

Se houver algum problema ou conflito de informações, a transferência pode levar até 7 dias para ser realizada, por isso é importante "amarrar" suas chaves principais a qualquer banco que seja mais conveniente já nesta segunda-feira, para garantir que futuras migrações aconteçam sem qualquer problema e de maneira muito ágil.

News de tecnologia e negócios Deixei seu email aqui, e welcome to the Jungle.
Cadastro do PIX começou! Mas como escolher o melhor banco?