Fortuna de Elon Musk ultrapassa US$ 100 bilhões

1 min de leitura
Imagem de: Fortuna de Elon Musk ultrapassa US$ 100 bilhões
Imagem: Unsplash
Avatar do autor

Nesta quarta-feira (26), o CEO da Tesla, Elon Musk, se tornou a quarta pessoa a fazer parte do seleto grupo de centibilionários do planeta. De acordo com a Bloomberg, o patrimônio líquido do empresário ultrapassou os US$ 100 bilhões, após uma alta nas ações da sua montadora.

A riqueza de Musk deu um grande salto desde o início do ano, graças à disparada das ações da Tesla, que cresceram 400% em 2020. Em janeiro, ele tinha 38,7 milhões de ações, avaliadas em US$ 16,2 bilhões. Já em junho, quando possuía 40,4 milhões de ações, esta quantidade representava US$ 87 bilhões.

Com isso, a fortuna dele aumentou em mais de US$ 73 bilhões de janeiro em diante, conforme o Bloomberg Billionaires Index, lista com as 500 pessoas mais ricas do mundo, crescimento inferior apenas ao do primeiro colocado do ranking.

Musk comemora o retorno da missão Demo-2Musk comemora o retorno da missão Demo-2Fonte:  Wikimedia Commons 

O levantamento feito pela publicação também mostra que boa parte das pessoas incluídas neste grupo dos bilionários viu sua fortuna aumentar durante a pandemia do novo coronavírus. Enquanto países apresentaram queda recorde no Produto Interno Bruto (PIB) e milhões de empregos foram perdidos, os mais ricos acumularam um lucro de US$ 809 bilhões até o momento, segundo o veículo.

Fortuna de Jeff Bezos também aumentou

No mesmo dia em que o dono da SpaceX viu sua riqueza aumentar, o fundador da Amazon, Jeff Bezos, também comemorou uma alta recorde nas ações da sua companhia. Com isso, a fortuna do homem mais rico do mundo agora ultrapassou os US$ 200 bilhões, o equivalente a mais de R$ 1 trilhão.

Além de Bezos e Musk, o clube dos centibilionários é composto, atualmente, pelo cofundador da Microsoft Bill Gates e pelo CEO do Facebook Mark Zuckerberg. Os patrimônios líquidos deles chegam a US$ 124 bilhões e a US$ 115 bilhões, respectivamente.

Fortuna de Elon Musk ultrapassa US$ 100 bilhões