Grandes bancos desistiram de pagamentos no WhatsApp no lançamento

1 min de leitura
Imagem de: Grandes bancos desistiram de pagamentos no WhatsApp no lançamento
Imagem: WhatsApp/Reprodução
Avatar do autor

O WhatsApp lançou, neste mês de junho, uma ferramenta que permite realizar pagamentos e enviar dinheiro para contatos direto da plataforma. Compatível com cartões de débito e crédito Visa e Mastercard, emitidos pelo Banco do Brasil, Nubank e Sicredi, o serviço vem trabalhando em paralelo com outros grandes bancos.

Segundo reportagem do Estadão/Broadcast, o serviço de pagamentos teve parceiros desistentes nas vésperas do lançamento. Bradesco, Santander e Itaú Unibanco teriam participado das negociações, mas desistiram do projeto.

O motivo, segundo a reportagem, seriam os desafios do isolamento social e a pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2). Este não seria o único, entretanto. Além de órgãos reguladores em busca de respostas sobre o modelo de negócio, o atual cenário mundial pode ter pesado na decisão.

Nos bastidores, a bandeira de cartões Elo (Bradesco, BB e Caixa), além do Santander, se preparam para estrear o serviço. Os bancos digitais Inter, C6 e Neon também deve se juntar em breve.

A reportagem também cita que uma nova janela para inclusão de novos parceiros acontecerá em 90 dias. O próprio WhatsApp afirmou, no lançamento, que o serviço está aberto para adicionar novos bancos e instituições.

A escolha da Cielo para realizar as transações também teria levantado questionamentos. Por outro lado, concorrentes da Rede (Itaú), Getnet (Santander), Stone e Adyen teriam sido procuradas.

1,5 milhão já usam o 'WhatsApp Pay'

Como a escolha inicial foi o Banco do Brasil, órgãos reguladores como o Banco Central (BC) e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) estariam reunindo informações sobre o modelo de negócio do aplicativo.

No último levantamento, o WhatsApp contava com cerca de 120 milhões de usuários no Brasil. O lançamento do serviço de pagamentos tem sido de forma gradativa, entretanto. Segundo o jornal, cerca de 1,5 milhão de brasileiros já possuem a novidade.

O serviço de pagamentos do WhatsApp é baseado no Facebook Pay. A ideia, segundo a companhia, é adicionar novos parceiros no futuro e expandir a modalidade para mais serviços do próprio Facebook.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Grandes bancos desistiram de pagamentos no WhatsApp no lançamento