Google é processada em US$ 5 bilhões por invasão de privacidade

1 min de leitura
Imagem de: Google é processada em US$ 5 bilhões por invasão de privacidade
Imagem: https://pixabay.com/pt/photos/olho-google-detalhe-macro-face-1686932/
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Nesta terça-feira (16), o escritório de advocacia Boies Schiller & Flexner entrou com uma ação coletiva contra a Google, acusando a empresa de invadir a privacidade e rastrear as informações de seus usuários, mesmo quando eles estão utilizando abas no modo incógnito ou outros recursos de privacidade no Chrome, os quais deveriam protegê-los contra a coleta de dados pessoais.

O processo pede, no mínimo, US$ 5 bilhões em indenizações, já que poderá incluir “milhões” de usuários da Google na mesma ação, onde cada um receberia ao menos US$ 5 mil.

Fonte: Pixabay/ReproduçãoFonte: Pixabay/ReproduçãoFonte:  Pixabay 

O documento cita que a Google rastreia e coleta o histórico de navegação do consumidor e outros dados de atividades da web, independentemente das práticas que eles adotam para aumentar sua privacidade online. De forma indevida, a empresa estaria fazendo essa coleta de dados por meio do Google Analytics, do Google Ad Manager, de plug-ins de sites e outros aplicativos, incluindo aplicativos móveis.

Google se defende

A gigante de buscas disse que as acusações são infundadas e que vai se defender rigorosamente contra elas.

De acordo com o porta-voz da empresa, Jose Castaneda, “o modo de navegação anônima no Chrome oferece a opção de navegar na Internet sem que sua atividade seja salva no seu navegador ou dispositivo". De qualquer forma, “declaramos claramente toda vez que você abre uma nova guia anônima, os sites podem coletar informações sobre sua atividade de navegação durante sua sessão", completou ele.

Agora, parece que a batalha judicial servirá para tirar a dúvida se a privacidade do modo de navegação anônima é, ou não, um caso de interpretação de texto.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Google é processada em US$ 5 bilhões por invasão de privacidade