Correios fecham acordo com China para receberem encomendas por navio

1 min de leitura
Imagem de: Correios fecham acordo com China para receberem encomendas por navio
Imagem: Unsplash
Avatar do autor

A retenção de encomendas e correspondências brasileiras na China devido ao cancelamento de voos internacionais pode estar prestes a ser solucionada. Isso porque os Correios anunciaram o fechamento de um acordo para recebimento de mercadorias por navios – viabilizando a chegada dos itens por meio marítimo.

Antes da decisão, por causa da pandemia causada pelo novo coronavírus, não havia perspectiva de envio dos objetos. Logo, a medida, atendendo solicitação da União Postal Universal (UPU) – agência especializada das Nações Unidas que coordena o sistema postal internacional – flexibiliza os processos e desburocratiza a entrada de cargas postais pelas alfândegas mundiais.

Floriano Peixoto, presidente dos Correios, declara: “Devido à grande quantidade de carga represada dos sites de e-commerce chineses, o correio daquele país foi um dos primeiros a optar pelo encaminhamento marítimo. Com o acordo, queremos garantir a continuidade do serviço postal e, assim, atender às expectativas dos consumidores brasileiros”.

Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP) deve receber os primeiros carregamentos.Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP) deve receber os primeiros carregamentos.Fonte:  Agência Estadual de Notícias 

A alternativa, apesar de mais demorada (cerca de 45 dias, comparados aos 7 por via aérea), atende necessidades atuais, e o fechamento de novas parcerias com outros países está no radar da empresa. A chegada dos primeiros carregamentos está prevista para acontecer no Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP), no litoral do Paraná.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Correios fecham acordo com China para receberem encomendas por navio