EUA pode tirar visto de estudantes chineses por ‘espionagem’

1 min de leitura
Imagem de: EUA pode tirar visto de estudantes chineses por ‘espionagem’
Imagem: Congresso em Foco - Uol
Avatar do autor

Os Estados Unidos planejam implementar medidas contra suposta espionagem de estudantes chineses. A informação foi divulgada pelo secretário de Estado, Mike Pompeo, nesta quinta-feira (29). Ao ser questionado pela Fox News sobre a possibilidade de expulsar milhares de estudantes de pós-graduação do país, Pompeo afirmou que eles “não deveriam estar espionando” nas escolas norte-americanas.

Devido às tensões crescentes entre Washington e Pequim, Donald Trump decidiu marcar uma entrevista coletiva. Segundo a revista Valor, o pronunciamento estava previsto para às 15h desta sexta-feira (29). Em uma conversa com jornalistas, Trump não entrou em detalhes sobre as pautas que seriam abordadas, mas disse: “Não estamos contentes com a China”.

No entanto, se o presidente decidir expulsar os estudantes, é provável que ele receba muitas críticas das universidades norte-americanas — já que essas instituições dependem cada vez mais de matrículas estrangeiras.

Mike Pompeo durante entrevista coletiva em Washington no dia 29 de abrilMike Pompeo durante entrevista coletiva em Washington no dia 29 de abrilFonte:  Andrew Harnik/Pool via Reuters 

Nas últimas semanas, em razão dos efeitos da pandemia e das decisões políticas que repercutiram em Hong Kong, a tensão entre os Estados Unidos e a China aumentou — sobretudo após o Partido Comunista Chinês utilizar a lei de segurança nacional para combater o movimento pró-democracia.

Apesar de Hong Kong ser considerado um território autônomo, o partido determinou que o governo chinês prenda e deporte dissidentes do regime que estiverem no território. Essa decisão abalou a relação econômica com os EUA.

"A decisão desastrosa de Pequim é só a última em uma série de ações para destruir fundamentalmente a autonomia e as liberdades de Hong Kong", disse o secretário. Mike Pompeo ainda comparou o governo à União Soviética e afirmou que o regime “comunista e tirânico” da China representa um risco real para o país.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
EUA pode tirar visto de estudantes chineses por ‘espionagem’