CEO da Amazon deve se tornar o 1º trilionário do mundo em 2026

1 min de leitura
Imagem de: CEO da Amazon deve se tornar o 1º trilionário do mundo em 2026
Imagem: CNBC/Reprodução
Avatar do autor

O CEO da Amazon Jeff Bezos pode se tornar o primeiro trilionário do mundo em 2026, quando terá 62 anos de idade. É o que aponta um estudo feito pela Comparisun, consultoria americana especializada em analisar dados de varejistas online com ações na bolsa.

De acordo com o levantamento, apenas 11 dos 25 homens mais ricos do mundo têm chances reais de acumularem uma fortuna de US$ 1 trilhão, o equivalente a R$ 5,58 trilhões, pela cotação do dia. E o mais próximo de chegar a esta marca é o dono da Amazon.

No momento, a fortuna de Jeff Bezos é avaliada em US$ 138 bilhões (mais de R$ 769 bilhões). Mas a sua riqueza tem crescido a uma taxa média de 34% ao ano, desde 2015. Somente em 2020, ele acrescentou mais US$ 28,3 bilhões ao seu patrimônio, considerando apenas os primeiros meses do ano.

Ele fundou a Amazon em 1994.Ele fundou a Amazon em 1994.Fonte:  Unsplash 

Caso esta média de crescimento se mantenha, Bezos se tornará o primeiro trilionário do planeta em 2026, segundo a consultoria. Se ele chegar à marca histórica, terá uma fortuna maior que o Produto Interno Bruto (PIB) de muitos países.

Outros candidatos

Veja a lista de candidatos a entrar no clube dos trilionários elaborada pela Comparisun:

  • Jeff Bezos (Amazon) – 2026
  • Xu Jiayin (Evergrande Group) – 2027
  • Jack Ma (Alibaba) – 2030
  • Ma Huateng (Tencent) – 2033
  • Mukesh Ambani (Reliance Industries Limited) – 2033
  • Bernard Arnault (LVMH) – 2033
  • Mark Zuckerberg (Facebook) – 2036
  • Steve Ballmer (Los Angeles Clippers) – 2040
  • Michael Dell (Dell) – 2043
  • Larry Page (Google) – 2051
  • Sergey Brin (Alphabet Inc) – 2051

Para quem estranhou a ausência de Bill Gates, segundo homem mais rico do mundo, a consultoria o deixou de fora por causa das suas ações de filantropia. Conforme estimativas, ele teria doado 25% da sua fortuna nos últimos anos.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
CEO da Amazon deve se tornar o 1º trilionário do mundo em 2026