'Pontualidade não é meu forte', admite Elon Musk sobre Tesla

2 min de leitura
Imagem de: 'Pontualidade não é meu forte', admite Elon Musk sobre Tesla
Imagem: VisualHunt
Avatar do autor

Em tempos de pandemia, a Tesla enfrenta fortes críticas quanto ao tempo de entrega dos pedidos aos consumidores. A companhia de Elon Musk enfrenta problemas recorrentes com deadlines desde o começo do ano, levando o CEO a admitir: "pontualidade não é meu forte, mas sempre concluo os planos".

O problema parte da transparência para os prazos. Quando estipulados, o CEO Elon Musk expõe seu cronograma para seus investidores — incluindo funcionários e fornecedores. No começo, a estratégia funcionou e modelos do Tesla Model Y fabricados na unidade de Xangai chocaram os críticos pela sua agilidade.

Entretanto, a estabilidade acomodou a companhia como um todo — até o próprio CEO. Levando-o a ressaltar sua fraqueza com prazos durante reuniões relacionadas ao relatório comercial dos primeiros meses de 2020. EVANNEX, umas das fabricantes de acessórios dos veículos Tesla, tenta explicar a razão dos atrasos com auxílio de analistas.

a.  Tesla Life/Reprodução 

Gene Munster, então, complementa a opinião da fabricante com sua conclusão: o responsável pelos atrasos é a transparência dos cronogramas. Nesse aspecto, a Tesla é peculiar.

“A maioria das companhias se dão ao luxo de enviar diferentes mensagens para cada público — investidores, fornecedores, empregados e clientes. Como comparação, a maioria das outras companhias não precisa balancear cuidadosamente os grupos por três razões: primeiro, eles podem ter peças fornecidas por vários fornecedores; segundo, eles têm um catálogo maior de produtos; terceiro, eles (podem) estar numa posição financeira mais favorável.”, explica o analista.

A produção caminhará tão rápido quanto a produção consistente de toda linha de produção da Tesla

Munster relembra a situação de lançamento do Tesla Model 3. O analista alega que a companhia pressiona fornecedores para que recebam as peças para atingir metas estipuladas pelo CEO.

“Se a companhia revela aos fornecedores que eles precisam de peças para produzir 5 mil unidades do Tesla Model 3 por semana no fim de junho, mas diz a investidores que podem esperar 5 mil unidades no fim de setembro, isso dá espaço para fornecedores aliviarem a produção.”, explica.

Além disso, toda a cadeia de produção da Tesla é extremamente dependente, ou seja, se algum dos fornecedores perde o prazo, toda a cadeia de produção é impactada por isso. “A produção caminhará tão rápido quanto a produção consistente de toda linha de produção da Tesla”, disse Elon Musk em um pronunciamento interno.

Quanto maior o prazo, maior o atraso.Quanto maior o prazo, maior o atraso.Fonte:  VisualHunt 

O mesmo fenômeno acontece com os funcionários da companhia. Ao passo que Elon Musk mantém seus objetivos esclarecidos, funcionários da companhia sentem que podem adiar a finalização das unidades se estiverem com prazo confortável.

Por fim, o mais grave dos problemas: clientes são notificados por e-mail sobre as datas das entregas, essa mesma mensagem também é visualizada pelos fornecedores, funcionários e investidores. Se qualquer uma dessas importantes seções notar uma brecha, eles se sentirão confortáveis e empurrarão o prazo da fabricação das unidades. O surgimento da pandemia, portanto, só agrava os atuais problemas.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
'Pontualidade não é meu forte', admite Elon Musk sobre Tesla