CES 2020 teria sido 1° foco da pandemia da covid-19 fora da China

2 min de leitura
Imagem de: CES 2020 teria sido 1° foco da pandemia da covid-19 fora da China
Imagem: https://pixabay.com/pt/illustrations/corona-coronav%C3%ADrus-m%C3%A1scara-4938929/
Avatar do autor

De acordo com uma reportagem da American Public Media, a CES 2020, um dos maiores eventos de tecnologia do mundo, que ocorreu entre os dias 7 e 10 de janeiro, em Las Vegas, pode ter sido o foco zero de contágio da covid-19 nos EUA e outras regiões do planeta. Segundo a publicação, Michael Webber, chefe de ciência e tecnologia da Engie, uma multinacional francesa, testou positivo para o exame de anticorpos do novo coronavírus, o que confirma que o executivo foi infectado e se recuperou da doença.

A CES 2020 reuniu mais de 170 mil participantes, incluindo cidadãos chineses provenientes de Wuhan, o epicentro inicial do novo coronavírus.

“Gripe de Vegas”

Quando a CES acabou, Webber retornou para a França, mas, enquanto ainda estava no aeroporto de Las Vegas, pôde perceber que o salão havia dezenas de outras pessoas com sintomas do que alguns participantes acabaram chamando de a “gripe de Vegas”.

“O salão do aeroporto parece uma enfermaria: todo mundo espirrando e tossindo. Há três possíveis razões para isso: 1) ou passaram dos limites durante o evento; 2) presença de viajantes que vieram de regiões com forte incidência de gripe; 3) ou essas pessoas ficaram muito tempo presas em salas refrigeradas que estavam fechadas”, relatou Webber, no dia 11 de janeiro, como pode ser visto no tuíte abaixo:

No mesmo dia 11, Webber, já em Paris, começou a sentir os sintomas do que seria uma forte gripe, como dor de cabeça, febre e dificuldade para respirar. O mesmo ocorreu com seu chefe, que também havia participado da feira. O teste de anticorpos de Weber, que deu positivo, foi realizado somente em abril, mas, nesse meio tempo, ele não viajou e nem ficou doente.

A investigação da APM ainda reuniu vários outros relatos de pessoas que participaram da CES, onde elas afirmavam estar se sentindo muito mal, e que, provavelmente, tinham sido infectadas com a tal gripe de Vegas.

Um desses tuítes foi o de Bryan A. Jackson, que disse: “Mais alguém está sofrendo da gripe de Vegas após a CES ou apenas eu?”.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
CES 2020 teria sido 1° foco da pandemia da covid-19 fora da China