Google pagou US$ 6,5 milhões em programa de caça a bugs em 2019

1 min de leitura
Imagem de: Google pagou US$ 6,5 milhões em programa de caça a bugs em 2019
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Em 2019, a Google pagou mais de US$ 6,5 milhões em prêmios a 461 pesquisadores externos, inscritos nos programas de recompensas de bugs de suas plataformas. Segundo um comunicado da empresa, isso seria o dobro do valor direcionado a essas ações em 2018. Além disso, no ano passado, os participantes da iniciativa doaram cerca de US$ 500 mil para caridade, cinco vezes a mais do que o arrecadado no período anterior.

Da quantia total de prêmios, a maior parcela foi destinada a falhas encontradas no Google: US$ 2,1 milhões. Já no Android, isso representou US$ 1,9 milhão; no Chrome, US$ 1 milhão; e no Google Play, US$ 800 mil. Em 2019, a gigante das buscas também triplicou a quantia da linha “básica” do programa, ao aumentá-la de US$ 5 mil para US$ 15 mil. No caso de bugs de alta complexidade, o valor inicial passou de US$ 15 mil para US$ 30 mil.

Gráfico indica evolução dos prêmios dos programas de recompensa entre 2015-2019. (Fonte: Google/Divulgação)

Outra novidade foi que a Google expandiu as bonificações para incluir vulnerabilidades em apps com mais de 100 milhões de downloads da Play Store. Conforme o texto, foram entregues US$ 650 mil aos caçadores, somente no segundo semestre de 2019.

Contudo, a empresa de Mountain View não indicou quais os planos para as recompensas de 2020. Apenas que deseja “ter ainda mais colaborações” daqui para frente, em especial com os 10 anos — a serem completados neste ano — do programa das divisões Google e Chrome.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Google pagou US$ 6,5 milhões em programa de caça a bugs em 2019