São Paulo terá Vale do Silício Urbano no lugar de prédios públicos

1 min de leitura
Imagem de: São Paulo terá Vale do Silício Urbano no lugar de prédios públicos
Avatar do autor

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou que vai desativar dois prédios públicos da capital para tirar do papel um projeto que cria o "Vale do Silício Urbano" na cidade. A informação é da Agência Brasil.

O plano é utilizar os terrenos do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Pinheiros e da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), realocando os serviços atualmente em funcionamento para outras localidades. No lugar, será construído um "polo de desenvolvimento tecnológico", cuja previsão de inauguração para a primeira etapa é já no primeiro semestre de 2020.

O novo espaço vai se chamar Centro Internacional de Tecnologia e Inovação, ou CITI, na sigla oficial. O projeto envolve ainda disponibilizar prédios do governo que antes pertenciam ao IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) para startups e outras empresas privadas. A localização é próxima da Universidade de São Paulo (USP) e a área total que será liberada tem cerca de 300 mil metros quadrados. Outros imóveis do governo em um local não muito distante também serão disponibilizados.

CDP

A desativação do centro de detenção em Pinheiros faz parte apenas da terceira etapa, já que exige um estudo sobre a utilização do local e a transferência dos atuais presos para outras instalações. Ao todo, o planejamento prevê até seis anos para a conclusão de todos os passos de implementação do novo "vale".

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
São Paulo terá Vale do Silício Urbano no lugar de prédios públicos