Motoristas acusam Uber e Lyft de cobrar taxa maior que a combinada

2 min de leitura
Imagem de: Motoristas acusam Uber e Lyft de cobrar taxa maior que a combinada
Avatar do autor

Motoristas do Uber e do Lyft nos EUA acusaram as empresas de estarem retendo um valor maior por cada corrida realizada do que o anunciado pelas mesmas. A denúncia foi feita por um motorista ao site especializado Jalopnik, que apurou que o fato já aconteceu com milhares de pessoas que oferecem serviços de transporte através dos apps.

Em julho, o motorista denominado apenas como "Dave" para que sua identidade se mantenha preservada, pegou um passageiro em um bairro descolado de um grande centro urbano americano. Era hora do rush e, por isso, os preços estavam acima do normal. Apesar de a corrida ter sido curta, ela durou cerca de trinta minutos, pois o passageiro solicitou uma parada.

A empresa ficou com 75% do valor da corrida

Dave sabia que, se estivesse rodando pelas ruas, ganharia mais do que se estivesse parado aguardando o passageiro comprar seu lanche. Porém, como o pedido de parada foi feito através do app, ele não quis cancelar a corrida para não criar problemas nem com o passageiro, nem com o Uber, pois sabe da importância de manter uma boa avaliação no aplicativo. No final, a empresa ficou com 75% do valor da corrida. Dave afirmou que, se soubesse antecipadamente, que o Uber ficaria com uma parte tão grande do valor, não teria aceitado a corrida.

Motoristas protestam nos Estados Unidos. (Foto: Jalopnik)

Estudo mostra que Uber e Lyft estão taxando mais seus motoristas

O Jalopnik apurou que o Uber e o Lyft têm reduzido gradativamente, nos últimos anos, o valor pago para seus motoristas. Através de uma pesquisa, o site verificou que Dave não era o único insatisfeito com as novas normas de remuneração. Diante do fato, o site decidiu apurar o ocorrido com outros motoristas, pedindo que eles enviassem ao site, através de um formulário online e de e-mail, os recibos de cada corrida, mostrando o quanto eles ganhavam e quanto ficava para o Uber e o Lyft.

No total, o Jalopnik recebeu 14.756 recibos e examinou que o Uber manteve 35% da receita das corridas, enquanto o Lyft ficou com 38% dos ganhos. Os números batem com os dados apresentados em um estudo do Lawrence Mishel, do Instituto de Política Econômica dos Estados Unidos, que concluiu que a taxa de retenção do Uber é de aproximadamente 33%.

Entre os motoristas que enviaram os seus dados com corridas feitas há mais de um ano, o Uber manteve, em média, 29,6% dos ganhos e o Lyft embolsou 34,5%. Essas taxas são 10,6% e 8,5% mais altas que as divulgadas publicamente por Uber e Lyft, respectivamente.

Protestantes se manifestam contra o Uber e o Lyft

Oficialmente, o Uber informa que sua taxa está caindo de 21,7% (em 2018), para 19% no segundo trimestre de 2019. Porém, a empresa se recusou a apresentar dados específicos dos Estados Unidos, para que o Jalopnik pudesse fazer uma comparação com os dados que levantou.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Motoristas acusam Uber e Lyft de cobrar taxa maior que a combinada