Quer abrir uma startup? Veja 11 dicas para sobreviver aos primeiros anos

4 min de leitura
Patrocinado
Imagem de: Quer abrir uma startup? Veja 11 dicas para sobreviver aos primeiros anos
Avatar do autor

O sonho de colocar uma ideia inovadora em prática por meio de uma startup faz cada vez mais parte da realidade dos brasileiros. Segundo a Associação Brasileira de Startups (ABStartups), o Brasil encerrou 2018 com cerca de 10 mil startups cadastradas, e a expectativa é que esse modelo de negócio venha crescer a cada ano no país. No entanto, um dos maiores desafios dos empreendedores desse segmento é sobreviver ao período inicial da empresa. Afinal, quais os primeiros passos? Como se manter relevante? Para responder essas e outras questões, selecionamos 11 dicas essenciais para quem deseja iniciar sua startup e atingir o sucesso. Confira!

1. Tenha um plano de negócios

Antes de abrir uma startup é sempre importante ter um bom plano de negócios, pois ele será capaz de exibir uma visão panorâmica sobre seus objetivos. Assim ele deve conter informações, como:

  • Potenciais clientes;
  • Concorrentes;
  • Metas de curto e longo prazo;
  • Projeções financeiras;
  • Estratégias iniciais e intermediárias;
  • Dentre outras

Nem sempre tudo que está descrito em um plano de negócios poderá ser seguido à risca, afinal eventualidades podem acontecer. Mas ainda assim ele funcionará como um mecanismo de prevenção de problemas futuros. Há inclusive empresas júnior de universidades que oferecem esse tipo de serviço com preço de custo.

Fonte: Unsplash

2. Determine um nicho de atuação

Conhecer muito bem seu mercado de atuação ajudará você a identificar as necessidades de sua persona, o que também poderá direcionar melhor os rumos de seus negócios. Isso significa criar soluções — produtos ou serviços únicos — que ainda não estão disponíveis ou que venham diferenciar sua empresa da concorrência. Dessa forma, a antecipação de tendências e a criação de experiências memoráveis para os clientes podem ser a chave de seu crescimento.

3. Promova sua startup

De nada adianta ter uma boa ideia, produto ou serviço se isso não chega ao público. Então traçar estratégias contínuas de promoção de sua startup não deve ser visto como um diferencial, mas sim obrigação. Nesse caso, vale explorar os potenciais das redes sociais e outras mídias digitais para dialogar, atender e informar seus potenciais clientes e investidores com conteúdo útil. Logo, aproveite esses espaços para construir uma boa reputação, pois avaliações online tornaram-se essenciais para manutenção de qualquer negócio.

Fonte: Unsplash

4. Mantenha o networking

Com certeza em sua rotina de empreendedorismo muitos aprendizados vão surgir naturalmente. Contudo, manter uma rede de contatos pode tornar essa experiência ainda mais enriquecedora. Isso servirá tanto para a troca de informações úteis quanto para situações de grande necessidade ou até mesmo para encontrar investidores. Aqui vale ter forte presença no LinkedIn e participar de palestras, feiras, workshops e cursos relacionados com os mais diversos assuntos.

5. Seja um eterno aprendiz

Estar por dentro de novidades e tendências em seu mercado de atuação é um jeito de manter sua empresa em constante renovação. Por outro lado, descobrir temas e áreas diferentes de seu universo poderão tornar seu conhecimento diversificado e até mesmo render novos diálogos e ideias. Assim novos produtos, serviços e soluções também poderão ser criados em cada ciclo.

Fonte: Unsplash

6. Forme o melhor time de profissionais possível

Uma startup dificilmente irá nascer e se desenvolver sem o suporte de um bom time de profissionais. Mais uma vez, estar presente no LinkedIn e manter uma rede de contatos em constante crescimento poderá ajudá-lo a determinar bons perfis que se alinhem e atendam aos objetivos de seu negócio. Aqui vale também sempre investir em comunicação interna e externa que possa demonstrar as vantagens de se trabalhar em sua startup.

7. Invista em sua equipe

Uma startup também cresce quando seus profissionais são qualificados e estão sempre por dentro das mudanças no mercado. Isso poderá incitar novos conhecimentos que contribuam com propostas inteligentes e criativas para sua empresa. Há uma série de opções interessantes que podem ser utilizadas, como: trazer especialistas para um bate-papo, criar eventos, fornecer material de apoio e oferecer cursos internos online ou offline para os colaboradores.

Fonte: Unsplash

8. Esteja aberto a inovações

Com o avanço das tecnologias, quase tudo se transforma em todo o momento. Essa ideia também vale para compreender que assim como os recursos se renovam, seu público também pode mudar ao longo dos anos. Logo, estar sempre aberto a inovações pode fazer toda a diferença para encontrar caminhos que otimizem sua gestão, operações, relacionamentos com clientes e desenvolvimento de produtos/serviços cada vez mais modernos.

9. Mantenha os pés no chão

Algo muito comum entre a maioria dos empreendedores iniciantes é o fato de acreditar que sua ideia é a melhor do mundo. Claro que manter o positivismo é essencial para seguir em frente, mas ter a ciência de que seu desejo é viável pode impedir frustrações no futuro. Nesse caso, vale considerar consultorias, participação em eventos e até mesmo conversa com potenciais clientes sobre o assunto.

10. Acompanhe e registre seu crescimento

Ter o registro de quase tudo o que acontece a cada ano em sua empresa pode ajudá-lo a estabelecer padrões e encontrar tendências. Da mesma forma, isso funcionará como caminho para desenvolver planejamentos anuais ou até de períodos mais curtos. Portanto, essas estratégias facilitarão o alcance de metas, realização de mudanças necessárias e busca por investimentos.

Fonte: VHSYS

11. Automatize a gestão de seu negócio

Deslizes referentes às áreas financeira e tributária podem trazer problemas irreversíveis para empresas de qualquer porte. Por essa razão, ter um bom sistema de gestão pode fazer toda a diferença, pois ele será capaz de oferecer recursos para automatizar operações, fornecer dados precisos e gerar relatórios importantes. Uma ótima ferramenta nesse sentido é o sistema VHSYS.  Além de ter essas funcionalidades, ele ainda possui emissor de nota fiscal com armazenamento em nuvem e controle de vendas.

A vantagem é que tudo isso pode ser acompanhado pelo computador e celular via app da VHSYS. Aproveite e faça o teste gratuitamente sem a necessidade de informar dados bancários e cartão de crédito. Há planos ideais para o início de sua startup, com preços a partir de R$ 89,91.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Quer abrir uma startup? Veja 11 dicas para sobreviver aos primeiros anos