Apple vende 17% menos iPhones na Europa, mas fica na frente da Xiaomi

1 min de leitura
Imagem de: Apple vende 17% menos iPhones na Europa, mas fica na frente da Xiaomi
Avatar do autor

Apple continua sendo a terceira empresa que mais vende smartphones na Europa, mas teve uma grande queda em seus números no último trimestre, de acordo com dados da inteligência de mercado Canalys. A Maçã comercializou 17% menos iPhones entre abril e junho e pode perder o lugar no pódio para a Xiaomi em breve.

De acordo com as informações, a firma de Cupertino vendeu 6,4 milhões de iPhones no trimestre; no mesmo período do ano passado, o número era de 7,7 milhões. Graças ao decréscimo nas vendas, a empresa fechou o último quarto fiscal com participação de mercado de 14,1% no Velho Continente.

(Fonte: Bobby Yip/Reuters)

Apesar da queda, a empresa liderada por Tim Cook conseguiu ficar na frente da Xiaomi, que está lutando para se tornar a terceira maior fabricante de smartphones mundialmente. Na Europa, a dona dos aparelhos Mi teve crescimento anual de 48% e vendeu 4,3 milhões de aparelhos.

Samsung impressiona com linha Galaxy A

Outra empresa que viu seus números crescerem no continente foi a Samsung, que lidera o mercado de dispositivos móveis globalmente. A dona dos Galaxys fechou o trimestre com uma fatia de mercado de 40,6%, seu melhor desempenho em 5 anos. Ao todo, a companhia vendeu 18,3 milhões de smartphones na Europa.

Samsung Galaxy A10 (Fonte: Glob Tech News/Reprodução)

O destaque da fabricante sul-coreana na Europa foi a linha de entrada Galaxy A, que vendeu 12 milhões de unidades. Graças aos preços atraentes e à influência da marca, a Samsung conseguiu bater as vendas da Xiaomi e da Apple apenas com uma linha de dispositivos. "Os modelos Galaxy A10, A20eA40A50 venderam juntos mais do que qualquer outra fabricante na Europa com todos os seus smartphones", explica a Canalys.   

Por fim, vale ressaltar que a Huawei, segunda colocada em vendas na região, sentiu o peso das polêmicas com os Estados Unidos e teve queda anual de 16% em suas vendas.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Apple vende 17% menos iPhones na Europa, mas fica na frente da Xiaomi